Reproduzimos abaixo o texto do mesmo autor, publicado na comunidade "Irreligiosos":

Filme vencedor do Oscar 2016 foi baseado em fatos reais e retrata os crimes de pedofilia praticados por padres católicos, acobertados pela Igreja

O filme Spotlight – Segredos Revelados foi, como todos sabem, o grande vencedor do Oscar 2016 e foi também, de certa forma, considerado uma surpresa, uma vez que todos davam como certas as vitórias ou do filme "O Regresso" (Leonardo DiCaprio) ou de "Mad Max: a Estrada da Fúria".

Do meu sofá, como já tinha lido as resenhas de todos os filmes, assisti tranquilamente a toda a cerimônia de premiação e torcia secretamente pelo filme "Spotlight", mas achando intimamente que ele não iria vencer porque sequer estava cogitado entre os favoritos e porque a Academia costuma premiar filmes com tendência a dar grandes bilheterias e não pelo conteúdo do seu enredo. Para minha surpresa, desta vez acertei (normalmente erro, pois costumo torcer pelos perdedores, exceto em relação ao meu Fluminense, que às vezes vence e conquista títulos importantes).

Achava que ia errar em razão dos dois filmes fortes candidatos e porque filmes com a trama de Spotlight, mostrando os bastidores e o lado negro das religiões, não costumam despertar o interesse popular e dar grandes bilheterias, já que os próprios fiéis são os primeiros a acobertar esses crimes, receosos de falar contra a Igreja, como de fato ocoreu, quando das investigações.

Baseado em fatos reais, o filme "Spotlight – Segredos Revelados" nos traz um enredo dramático, mas sem clichês ou sensacionalismo. No longa, um grupo de jornalistas de Boston, incansáveis e honestos, reúnem relatos de vítimas de abusos causados por padres católicos, bem como documentos que provam esses crimes de pedofilia. Eles revelam o escândalo de abusos infantis na arquidiocese da cidade e a falta de punição dos padres que cometeram esses crimes.

O filme traz uma crítica a esse tipo de atrocidade e mostra que os padres que cometeram os atos, ao invés de terem sido punidos, foram apenas transferidos de região para que o escândalo fosse abafado." (agencianotícias.com.br )

Que recado foi dado com essa premiação? Que as coisas estão mudando e a sociedade não tolera mais esse tipo de crime, praticado impunemente, nem diria há décadas, mas há séculos. Quantas famílias enviavam seus filhos para internatos católicos, (os mais caros), achando que teriam uma educação mais esmerada  e que lá, só aprenderiam coisas boas e a excelência dos princípios morais?

Antes, as pessoas temiam falar contra a Igreja. Hoje, os mais esclarecidos e corajosos, já ousam denunciar. Falta agora a coragem para denunciarem também quando são enganados e lesados. Vejam, abaixo, um trailer do filme, recomendadíssimo e já em exibição nas principais salas do Brasil e do mundo:

 

 

Assistam ao filme e comentem!

 

Exibições: 12

 

 

  •  
Blogger PostBookmark/FavoritesDiggEmailFacebookGoogle GmailGoogle+LinkedInPrintFriendlyTwitterYahoo MaildiHITTShare

Deixe uma resposta