Tem sido muitoParcerias do DDD comum, na blogosfera, a "parceria" apressada entre blogs, com o simples propósito de "trocar links" (link de um listado no outro e vice-versa). Na realidade, utiliza-se um artifício, baseado na reciprocidade, que pode trazer vantagens para aqueles que o utilizam. Até aí, nada demais. É um recurso válido e inteligente, apesar de merecer alguns questionamentos. O que se busca nas trocas e parcerias é aumentar a visibilidade do blog e atrair mais visitantes. E parece que dá certo mesmo; tanto que os blogs o têm utilizado largamente, existindo já diversos "scripts, widgets e gadgets" para facilitar a implementação do recurso, ora chamado de "troca de banners", "troca de selos", "troca de links" ou parcerias.

Mas, convenhamos, quando isso passa a ser utilizado indiscriminadamente, sem espontaneidade, sem que os administradores dos blogs sequer se conheçam ao menos virtualmente, tenham trocado emails ou analisado o conteúdo dos blogs com os quais fazem permutas de links ou "parcerias", isto já não se afigura muito ético, porque pode induzir o visitante a acreditar que o link indicado é de qualidade e conteúdo semelhantes àquele em que está. Confiante, ele clica no link e pode ver-se redirecionado para um endereço totalmente desconhecido, sem afinidades com os assuntos que pesquisa e até inconfiável. Não é muito comum mas, em alguns casos, o visitante pode estar clicando num "spam", indicado pelo próprio site de sua confiança. Se o seu blog é desses que fazem parcerias aos montes, sem pesquisar, cuidado! No futuro, você pode perder visitantes, obtendo resultados contrários ao que esperava.

Parceiros DDD – Poucos e Nota 10

Ao longo de quase dois anos de existência, tivemos convites e fomos tentados a fazer várias parcerias. Mas filtramos as propostas e aceitamos somente 8, contando com a do nosso último parceiro, o Café com Notícias, que se integrou à nossa família nesta semana, mais precisamente, no último domingo. E, por princípio ético e respeito à nossa comunidade, a cada parceria que fazemos, noticiamos, apresentamos o blog e justificamos os porquês da escolha. Mas o que realmente pesa na nossa decisão? Primeiramente, a qualidade do conteúdo do novo blog a integrar o rol de parceiros e a afinidade de propósitos com os nossos. Essa afinidade, não precisa ser total, porque haverá algumas categorias de assuntos que não serão comuns entre os blogs parceiros. Nas que existirem (por exemplo: "Política", "Ecologia", "Meio Ambiente", "Atualidades"…), é feita uma analise e verificado se essa afinidade existe. Passado o primeiro crivo, procuramos saber da honestidade de propósitos e da idoneidade do blog. Por último, verificamos a qualidade redacional dos artigos e o nível e forma de expressão dos comentaristas. Não, não somos muito exigentes, mas blogs repletos de "orkurteiros" e "messeneiros", abusando do "internetês" (naum, vc, pq, rs-rs-rs, bjim, tb,…) quando totalmente desnecessários, esses nós descartamos.

Se todos os blogs adotassem critérios semelhantes antes de formarem suas parcerias, os visitantes se sentiriam mais tranqüilos (com trema mesma, porque só mudo em 31/12/2012) e, sem dúvida, trariam mais visitantes de qualidade.

Sobre o Café com Notícias, que preenche todos esses requisitos e até os excede, falo na prtóxima matéria. Mas, se não quiserem esperar e ir desde já dando uma passeadinha por lá, cliquem aqui.

Até a próxima matéria!

Technorati : , , , , , , ,

Blogger PostBookmark/FavoritesDiggEmailFacebookGoogle GmailGoogle+LinkedInPrintFriendlyTwitterYahoo MaildiHITTShare

1 Comentário

  • Ana Gonçalves disse:

    Legal! Muito boa dica. Eu vinha aceitando e entrando em qualquer tipo de parceria que ofereciam e em umas, eu clicava e aparecia um site estranho.
    Parei com isso. Sua dica valeu.

Deixe uma resposta