(O artigo abaixo é uma transcrição integral da matéria publicada em nosso blog coirmão "Formou? Disseca e Publica!" e aqui é republicado a pedido de usuário, para poder e mostrar os dois lados da questão e facilitar o entendimento)

Acusações contra Edir Macedo geram briga de cachorros grandes: TV Globo x TV Record

Como era de se esperar, a IURD reagiu, utilizando a sua emissora TV Record para defender Edir Macedo e lançar dúvidas sobre as acusações de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro que pesam sobre ele e mais 9 dirigentes e colaboradores da Igreja Universal do Reino de Deus. A defesa foi feita no programa "Record News", de 12/08/2009, que tentou colocar a TV Globo como principal responsável por maximizar a notícia sobre o processo aberto contra Edir Macedo e mais 9 dirigentes e colaboradores da Igreja Universal do Reino de Deus. O que eles insistem em não ver, é que a notícia não é fabricada e nem se originou na TV Globo, porque a denúncia realmente existe, já foi acatada pela justiça e os fatos a ela relacionados amplamente divulgados pela mídia impressa e cibernética.

Mas como o alcance maior foi o da TV Globo, utilizando as duas edições do seu jornal televisivo, a IURD tentou a seguinte estratégia para infirmar e desacreditar a emissora rival, utilizando o programa jornalístico da TV Record:

1) Disse que a motivação foi a concorrência, porque a TV Record estaria batendo a Globo em alguns horários tradicionalmente dominados por esta última;
2) Alegou que a não aplicação do dinheiro arrecadado dos fiéis em obras sociais seria uma mentira. E passou a divulgar vários flashes de obras sociais e assistenciais, patrocinadas pela Igreja Universal.

Agora, pergunta-se. E daí? Esses argumentos só seriam válidos se a notícia fosse mentirosa e, efetivamente, não é. Que a concorrência acirrada entre as duas emissoras existe, é fato sabido e não se pode negar. Que a Rede Globo não é muito confiável porque tendenciosa e oportunista, também é verdade. Mas a Record também não fica muito atrás. Ambas não são confiáveis e ambas distorcem as notícias de acordo com os seus interesses e ambas se vendem, como verdadeiras prostitutas.

Voltemos então aos fatos e à defesa apresentada pela IURD: Quanto às obras sociais… ora, é obrigação das instituições religiosas reverter o dinheiro que arrecada dos fiéis para obras sociais e praticar o assistencialismo para os mais necessitados. E é também compreensível que alguma parte seja utilizada para que essas instituições se reestruturarem e se expandam. Só que, no caso da Universal e de várias outras igrejas evangélicas – e isso é praxe, mormente entre as evangélicas neopentecostais -, o que se aplica nessas atividades é menos de 20% do que se arrecada, apenas para dar uma satisfação aos fiéis e à sociedade, o que é feito com grande divulgação. Para onde vão os outros 80% ?

Outro ponto que alegou em sua defesa: o de que a notícia seria "requentada", ou seja, seria a republicação, com nova roupagem, da mesma notícia publicada 15 anos antes, pela mesma TV Globo e cujo processo na Justiça já foi encerrado. Esquecem-se porém os dirigentes da IURD, que sempre que surge um fato novo relacionado a um mesmo assunto já transitado em julgado e que não havia sido considerado antes, o processo pode ser reaberto. Mas não foi o caso, porque a atual denúncia corre em separado e estribada em outros fatos e "qualquer semelhança é mera "(re)(co)incidência".

Não, que não se tente esconder o sol com a peneira, procurando iludir a Justiça e a opinião pública. A IURD não deve menosprezar a nossa inteligência e nos considerar a todos como evangélicos fanáticos robotizados, iguais àqueles em quem faz lavagens cerebrais. Que ela tente convencer aos seu fiéis da inocência do Edir Macedo e da seriedade dos seus propósitos, já não é muito correto mas é o esperado. O que não se pode esperar é que isto prospere na Justiça e perante a opinião pública não evangélica.

Mas não se preocupem os seguidores de Edir Macedo. Como das outras vezes, ele vai se safar desta. Afinal, é amigo do Presidente Lula, tem dinheiro, poder e muitos mihões de votos para negociar com os políticos. E os fiéis, mesmo sob o peso dessas acusações, é claro que não vão abandoná-lo, pois ele conseguirá convencê-los de que está sendo "perseguido" . Seus advogados irão recorrendo, recorrendo, até fazer a causa chegar no STF. E, em lá chegando, quem é que manda no Supremo? E quem é que manipula quem manda no Supremo?

Respondam a estas perguntas e já poderão antecipar o final do caso: ficarão somente o barulho e alguma dor-de-cabeça temporária, mas ninguém condenado. A Igreja Universal continuará sendo o que é, o Edir continuará livre e gerindo suas igrejas, e nos anais da IURD estará registrado mais uma perseguição religiosa ao seu líder maior. E será só, porque o senhor Edir Macedo "é amigo do rei" e aos amigos não se aplicam os rigores da lei. Isto é Brasil.

================================================
Vejam, abaixo, os dois vídeos sobre o assunto que, ao final, foram transformados em guerra entre emissoras de TV:

O da TV Globo:

O da TV Record:

 

Blogger PostBookmark/FavoritesDiggEmailFacebookGoogle GmailGoogle+LinkedInPrintFriendlyTwitterYahoo MaildiHITTShare

3 Comentários

  • Lilly Soares disse:

    Ótimo texto. Acabo de ver, no Record News, uma nova estratégia da Record em resposta a Globo, trazer à tona, o apoio da Rede Globo à Ditadura Militar e, a suposta aquisição irregular de um terreno… Além de, insinuar que a casa em Campos do Jordão, atribuída ao bispo Edir Macedo, na verdade é um hotel, ou casa de outrem, retratada só por fora p/ ser atribuída ao bispo. No jornal da Record de hj, promete-se, será mostrada a casa por dentro, como prova de que tal pertence a outro… Contudo, conforme artigo da Folha de São Paulo ontem, quem perde com esta infindável Guerra Midiática é a informação. Qualquer pessoa mais esclarecida, e sobretudo, os jornalistas diplomados que aprendem no curso, em teorias da comunicação e, em História da Imprensa, que a rede Globo é tendenciosa, oportunista e repleta de histórias de bastidores que são escondidas… (a Globo proibiu de ser exibido aqui no Brasil, um documentário chamado: Muito além do cidadão Kane, e há tb um livro chamado: História Secreta da Rede Globo); contudo, sabe também que a denúncia é fato, é algo que existe, além de todo e qualquer interesse escuso da rede dos Marinho, e sobretudo, se conhece ou já ouviu falar, de algum pobre humilde, que teve sua fé, ou seu anseio em buscar conselhos espirituais e esperança numa fé, que foi covardemente explorado, sofrendo lavagem cerebral e tendo que dar a maior parte, ou, dando toda a sua grana, fruto de seu suor e trabalho… Saberia, como vc bem disse, que por mais que a rede Globo, assim como a Veja, seja tendenciosa e oportunista, a IURD, é uma aberração sim, é algo de gananciosos, que nem sabem o real sentido de religiosidade e usam o nome de Deus em vão, para explorar pessoas de bem, suscetíveis à doutrinamento (vulgo lavagem cerebral)…
    Qto ao Lula ser amigo do Macedo, nem me surpreende mais…. na lista de amigos dele, só tem peça rara mesmo… p/ não dizer outra coisa….
    Sabe qual a diferença entre PMDB e PT? Ambos não têm ética, roubam, mentem e fazem escárnio dos eleitores, Mas o menos, o PMDB já deixou a máscara da falsidade cair há muito tempo, já o Petralhas….

  • Lilly:

    Exatamente o que você viu e da forma como viu, é o que todas as pessoas deveriam fazer: analisar o caso com imparcialidade e pondo as questões de fé ou de polítca de lado. Deveriam analisar tão somente pelo lado ético e moral. Pouco importa quantas falcatruas a Rede Globo fez (e deve ter feito mesmo) ou quantas a Record fez. O que importa são os fatos, independentemente da guerra entre as emissoras de TV, pois isso já é um outro assunto.

    A pergunta é: estão comercializando a fé, praticando charlatanismo e iludindo os incautos? Se a resposta for sim, Justiça rigorosa neles! Só isso e pronto. Não há que se falar nem comparar religiões, se a Bíblia autoriza isto ou aquilo, etc. Mentiu, enganou, extorquiu, deu destinação diversa ao dinheiro arrecadado com a boa fé dos fiéis? Caderia e interdição!. É o que me parece correto e justo. Resta saber se terão forças para fazer isso. Só o tempo dirá (eu não apostaria que conseguem).

  • ivancarlos disse:

    Amigo IVO, vc já deve ter observado em algum centro urbano que, quando se faz necessária a retirada de alguma árvore grande, os bombeiros a cortam aos pedaços. Pois é: faço uma analogia ao caso Edir Macedo.
    Acho que a “poda” do referido senhor já começou. Também não acredito em cadeia e interdição, por enquanto; mas imagino que o “saque” em seus fundos financeiros, não será pequeno. E é assim que se inicia a destruição!!
    Fique certo, amigo, isso não é “profecia”. Mas, me pareceu que “deixaram” a Receita Federal trabalhar “à vontade” no caso. E, se assim for, ele “arrumou pra cabeça” dele.

    Abraços.

Deixe uma resposta