A Fraude da Urna Eletrônica

16/09/2008
by Mr. Spock

O Projeto SILI iniciou uma série que irá tratar, nos próximos dias, sobre o processo eleitoral brasileiro bem como sobre o sistema de representatividade política e custo/benefício da “democracia” no Brasil.

O primeiro artigo reproduziu publicação do site Jus Navigandi de autoria do advogado Paulo Gustavo Sampaio o qual, apesar de ter sido publicado em 2000, permanece atual, uma vez que todas as investigaçãoes da Poícia Federal, processos instaurados pelo Ministério Público e pedidos de auditoria feitos por partidos políticos resultaram em absolutamente NADA!

Como a autorização dada a mim pelo Dr. Paulo Gustavo para a reprodução do artigo se refere restritamente ao Projeto SILI, não irei reproduzí-lo aqui, em respeito a Lei 9610. Os artigos podem ser encontrados em:

http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=1549

http://projetosili.blogspot.com/2008/09/fraude-da-urna-eletrnica.html

Blogger PostBookmark/FavoritesDiggEmailFacebookGoogle GmailGoogle+LinkedInPrintFriendlyTwitterYahoo MaildiHITTShare

7 Comentários

  • Administrator disse:

    Caro Spock:

    Sem querer retirar a importância do alerta do artigo (fui ao seu blog e tomei conhecimento), para mim, nos dias atuais, creio que este seja um tema superado.

    Realmente, como toda a população, tomei conhecimento dos fatos relatados. As irregularidades ocorreram mesmo. Hoje, porém, filio-me àqueles que acreditam na segurança das urnas eletrônicas, porque as falhas de segurança já foram corrigidas.

    Não digo que não seja impossível fraudar essas urnas. Mas isso não pode ser feito sem que se identifique o fraudador – o super usuário do sistema e/ ou pessoas muito próximas a ele. Fora disso, só Hackers. Mesmo assim, poderiam invadir e captar informações priviliegiadas, mas fraudar?!… Possibilidade remotíssima. Os programas de segurança de banco de dados hoje estão muito poderosos, felizmente.

    Enfim, Spock, esse não é o maior dos nossos problemas. O problema é o sistema político brasileiro, viciado e ultrapassado. Oferecem-nos 4 ou 5 tranqueiras para escolher e temos de escolher uma delas ou votar nulo. A participação do povo nas eleições é apenas um processo homologatório do que eles já decidiram nos seus conchavos políticos. Por acaso o povo pode indicar um candidato à Presidência da República? Pode indicar um Senador, um Governador? Não! Temos de votar nas porcarias que eles nos indicam. E nem adianta dizermos que não queremos , porque se não o fizermos, os menos esclarecidos o farão. É assim que funciona. É assim que eles nos enganam.

    Torço para que fraude nas votações em urnas eletrônicas não mais seja possível nos dias de hoje. Eu acredito.

  • Mr. Spock disse:

    Bem Ivo, me parece que voce está precisando se atualizar, pois esse problema está longe de ter sido sanado.

    Estava pronto para publicar aqui o novo artigo que dá continuidade à série e que já está no SILI, mas diante de seu comentário, deixarei à sua vontade publicá-lo ou não.

    Talvez voce não tenha lido a notícia de 3 de setembro passado em que a OAB irá pedir ao TSE, novamente, informações sobre a segurança das urnas haja vista o código de criptografia ser criado e administrado pela ABIN, a agência dos arapongas.

    Ou o relatório de 2006 da Universidade Princeton que demonstra a total vulnerabilidade das urnas fabricadas pela Dienbold (as nossas!).

    Bom…se quiser, leia lá ou no site http://www.votoseguro.org e reveja sua posição…ou não.

  • Administrator disse:

    Spock:

    Confesso que talvez não esteja atualizado em relação ao assunto, Vou pesquisar. Minha opinião refere-se ao que penso sobre o assunto, neste momento. Amanhã, pode mudar.

    Vou visitar o seu blog e também procurar atualizar-me. Não se importe com a minha opinião ou de qualquer outra pessoa daqui. Se achar válida a publicação da matéria, publique-a. Dei-lhe carta branca para isso e nunca revoguei essa decisão. Confio na sua capacidade de análise, caso contrário, não lhe daria o status de “livre para publicação direta”. Somente alguns poucos colaboradores do blog o têm.

    Estou indo para o seu blog agora, postar um comentário sobre a 4ª Frota Naval de Intervenção dos EUA. Veja o comentário lá.

  • Administrator disse:

    Spock e leitores interessados:

    Pesquisei melhor o assunto e vi que estava errado. É possível, sim, a fraude na urna eletrônica brasileira, embora difícil. Já publiquei minhas conclusões no comentário a este artigo feito no Projeto S.I.L.I.

    Que se interessar em conhecer, visite aquele blog (link na barra lateral esquerda aqui do DDD, seção “Sites & Blogs Parceiros/ Projeto S.I.L.I”)

  • Mr. Spock disse:

    Pois é Ivo, pode ser difícil pra mim, pra voce, mas com certeza não é tão difícil assim para quem sabe fazer.

    Geralmente achamos que aqueles que são encarregados de sistemas desse tipo tomam todas as providências para evitar fraudes, mas nem sempre é assim. Quer um exemplo? Recente pesquisa (julho/2008) da Universidade de Michigan descobriu que 75% dos sites de 214 instituições financeiras (bancos) possuem falhas de segurança graves que podem fazer com que um hacker leve as senhas e até o dinheiro dos correntistas.
    http://www.sciencedaily.com/releases/2008/07/080722175802.htm

    E olha que eles pesquisaram Bancos, os primeiros a utilizrem sistemas computadorizados e online, e instituições no Primeiro Mundo com diferentes plataformas e arquiteturas.

    A troca do Windows CE para o Linux pode até trazer maior transparência ao código-fonte da urna brasileira, mas até por isso mesmo, traz maior vulnerabilidade. O Linux era considerado mais seguro do que o Windows e menos sujeito a invasões por ser pouquíssimo utilizado mundialmente. Era OS de hackers e aprendizes e por isso mesmo o maior alvo de “defacers”. Há uns 4 anos atrás, segundo o site Zone-H, 95% dos “defacements” eram feitos em sites rodando Apache/Linux.

    A alegação dos fãs de Linux para a sua segurança é de que, por ter o código aberto, usuários de todo o mundo podem ter acesso a esse código e corrigirem eventuais falhas. Assim como podem criar algumas também, não acha?

    Hoje, com a explosão do uso do Linux, vírus, exploiters, trojans e outros malwares já são criados para esse OS também. Afinal, o que interessava fazer um vírus para um OS utilizado por meia dúzia de usuários pelo mundo? O mesmo se aplica ao sistema MacOS, ainda restrito aos EUA e a poucos usuários.

    De qualquer forma, as possibilidades de fraude na urna eletrônica é apenas mais um componente nesse sistema político brasileiro falido. Quando o próprio TSE aceita e registra a candidatura de 275 analfabetos em todo o país, está passando um atestado de incapacidade para gerir o processo eleitoral, ao contrariar expressamente dispositivo constitucional.

    Como dizia minha avó: “coincidências não existem”. Quando tantas dúvidas, irregularidades e ilegalidades existem é porque existem interesses escusos sendo protegidos e perpetuados.

    Como dizia Stalin, em frase que reproduzi no artigo:

    “Não importa quem vota nem como vota. O que importa é quem conta os votos”

  • Antonio disse:

    Prezado,
    Já trabalhei em algumas eleições e constatei que várias informações do site http://www.votoseguro.org não procedem. Percebe-se até uma falta de conhecimento sobre o processo.
    Por exemplo, relatório sobre a fraude em Guarulhos, a fraude é o próprio relatório.

  • Missao Tanizaki disse:

    Fraude Eletrônico e outras & AGUAPÉ

    Prezado Cidadãos Brasileiros,

    FRAUDE é possível em, praticamente, tudo ! ! ! ! ! ! !

    Por essa razão a Equipe BR do AGUAPÉ apresenta um importante ALERTA, em nome da ÉTICA quando apresenta seus Propósitos para a Sociedade Brasileira. Na Manipulação do AGUAPÉ envolve Riscos SÉRIOS que pode levar os indivíduos INEXPERIENTES à sua MORTE. Todo AGUAPÉ pode conter Microorganismos Patogênicos causadores de Infecções GRAVES, muitas vezes FATAIS. Portanto seja Extremamente Cuidadoso ! ! ! ! ! ! !

    A Equipe BR do AGUAPÉ, acredita que só, através da ÉTICA é possível estabelecer o Desenvolvimento SOCIAL & Econômico do Brasil, de FATO, SUSTENTÁVEL. – qualquer outro caminho é SUICÍDO, pois mais cedo ou mais tarde se PAGA pela Opção ERRADA.

    A Equipe BR do AGUAPÉ, também, recomenda acessar e ler a Matéria: Não tão Responsável assim

    Veja, também, a Matéria: Ministro promete na SBPC destravar a ciência no Brasil* & ComentárioMT (acesso), onde tem a expor o que segue: só Destravar não é suficiente – requer ÉTICA dos PESQUISADORES & Espírito de UNIÃO, visando O Desenvolvimento SOCIAL & Econômico do Brasil, de FATO, SUSTENTÁVEL.

    NOTA: fica aberto o Seu Espaço para apresentação das suas manifestações (Comentários & Sugestões) – elas serão sempre Bem Vindas e a Sociedade Brasileira em breve AGRADECERÁ por isso.

    ALERTA: NÃO VOTE em POLÍTICOS NÃO-ÉTICOS que PROMETEM e NÃO CUMPREM.

    Um Abraço Fraterno aos Interessados pelo AGUAPÉ,

    MISSAO TANIZAKI
    Fiscal Federal Agropecuário
    Bacharel em Química
    missao.tanizaki@agricultura.gov.br (Com Problemas)
    missao.tanizaki@gmail.com (NOVO)
    Equipe BR do AGUAPÉ
    TUDO POR UM BRASIL & MUNDO MELHOR

Deixe uma resposta