Museu da Corrupção? O que é isso? Onde Fica?

04/06/2009
by Ivo S. G. Reis

Museu da Corrupção? Isto Existe?

                                                                                                 Museu da Corrupção - Vista LateralÉ, já existe sim, só que é um museu virtual. Mas isto não vem muito ao caso e talvez seja até melhor, pois você poderá visitá-lo diretamente da sua casa, sem ter de enfrentar trânsito, gastar com locomoção e, o que é melhor, sem sujeitar-se a horários de funcionamento ou a qualquer outro tipo de limitação, salvo se a sua internet cair ou o seu computador pifar. Assim, você pode entrar ou sair, na hora em que quiser, parar para tomar um cafezinho, voltar, interromper, ir a outro lugar e voltar de novo. Ele estará sempre lá, à sua disposição. Só não estará, se resolverem tirar a matéria da internet, por qualquer motivo, principalmente, de ordem legal. Mas não creio que isto vá acontecer, agora que o STF derrubou a antiga e famigerada "Lei de Imprensa".

O museu on-line foi uma idealização (grande sacada!) do jornal Diário do Comércio, que em boa hora resolveu brindar-nos com esta excelente e útil iniciativa, a exemplo do que fez o Uol com a sua "Listagem dos Escândalos Políticos/2009" e sobre cuja matéria já publicamos um artigo aqui neste blog. Agora, usando estas duas ferramentas, só não acompanha os escândalos políticos quem não quiser ou for desinteressado ou preguiçoso, já que tudo está mastigadinho e facilitado.

 

Como está organizado o museu?

O projeto previu um vistoso e moderno prédio, dotado de todas as facilidades de acesso, abrigando diversas salas e setores. E o bom é que você não precisa se preocupar com vagas para estacionar. Na figura abaixo, encontra-se a representação esquemática do museu. Como se pode observar, quase tudo foi previsto. A parte descritiva dos escândalos políticos, por exemplo, abrange  um período de aproximadamente  30 anos, e todos expostos em salas categorizadas.

As salas do museu:

Os principais escãndalos encontram-se na "Sala dos Escândalos". Se você desejar vê-los seqüencialmente, deverá visitar a sala "Cronologia dos Escândalos". Mas, e se você quiser saber quais foram as principais operações da Polícia Federal nos últimos 30 anos? Entre na sala "Operações da Polícia Federal"! Ah, quer saber sobre o Edmar Moreira? Então entre na "Galeria Edmar Moreira". Quer saber como foram arquitetados os esquemas de corrupção, nos seus primórdios? Neste caso, a sala a visitar é a "Arquitetura da Corrupção". Quer saber qual a CPI mais quente do momento? Entre na sala "CPI da Petrobras".

As salas multimídia:

Pensou que não ia ter? Tem, sim senhor! Se você não for do tipo intelectual

Mapa do Museu
Museu da Corrupção

ou quiser apenas divertir-se ou saber das coisas por um caminho mais "light", a sala multimídia é o lugar. Lá você encontrarará vídeos,  charges humorísticas e até vídeos musicais ,que irão mantê-lo informado. Você continuará se indignando, é claro; mas em compensação, dará boas risadas, o que ajudará a digerir as notícias. Se quiser um exemplo, clique aqui, para assistir a um desses vídeos (A Melô do Congresso)

O que está em exibição?

No setor "Em exibição" estão os escândalos mais fresquinhos do momento e uma sinopse com explicações sobre aqueles que ainda estão se formando e que irão entrar em cartaz brevemente. E aqui você também poderá encontrar encenações de peças teatrais com temas políticos.

Está com fome? Tem "Pizzaria"

Pois é, na "Pizzaria" você poderá saborear tdos os escândalos que deram em Pizza e pedir a sua preferida. Dizem que a "Pizza Mensalão" é a que mais sai. Experimente!

Lojinha de "souvenir"?

Também tem. Entre na loja do museu Aqui você pode adquirir camisetas e bonés dos principais escândalos, fotos, objetos e um monte de quinquilharias alusivas aos vários escândalos – para guardar de recordação e nunca mais esquecer, da época e do escãndalo.

Livraria do Museu

É, tem livraria sim. Só que, como não poderia deixar de ser, é uma livraria especializada, só com livros sobre escândalos políticos. Você poderá, se quiser, sair daqui doutor no assunto e, se for vestibulando, tirar um bom proveito das atualidades para a sua prova de "Conhecimentos Gerais".

É isso. Já dei a dica. Quem quiser visitar é só clicar -> "Entrar no saguão principal do museu"

 

Blogger PostBookmark/FavoritesDiggEmailFacebookGoogle GmailGoogle+LinkedInPrintFriendlyTwitterYahoo MaildiHITTShare

2 Comentários

  • Mr. Spock disse:

    Muito legalzinha a iniciativa do Jornal, apesar do “acervo” ainda muito pequeno tendo em vista a abundância de “obras de arte” disponíveis no mercado…

    Pois é Ivo… aqui e em muitos outros sites na Internet já existe uma ampla gama de informações sobre o tema, mas… E DAÍ????!!!!!

    A grande maioria ainda acha que um escândalo de corrupção só passa a existir depois que é noticiado no Jornal Nacional e, mesmo assim, as exclamações de “que absurdo!”, “que vergonha!” e a comoção nacional dura uns 3 dias, se muito, até ser substituído por outro “escândalo”. Aliás, corrupção no Brasil ainda escandaliza alguém ??

    E a turba ainda quer mandato ad eternum para a quadrilha que tomou conta do país! Afinal, quem reclama da corrupção é contra por princípios ou por inveja de não estar na “boquinha”?

    E já houve tempo em que um mísero Fiat Elba derrubava Presidente graças a um bando de garoto(a)s facilmente manipuláveis enchendo as ruas pelo país. Ou, ainda melhor, já houve tempo em que corruptos e quadrilheiros eram simplesmente “desaparecidos”, com meia dúzia de tanques nas ruas.

    Estou pensando seriamente em abrir um site para angariar fundos que permitam que eu e minha família possamos nos mandar de vez de “Pindorama” e irmos viver em algum lugar que valorize o trabalho sério e honesto e outros valores morais há muito revogados por aqui. Pediria inclusive à Petrobras que fizesse uma doação generosa, pois com uns 500 mil Euros conseguiria emigrar tranquilamente, quantia essa mixaria comparada com o que rola por aí.

    Mas continue na sua cruzada Ivo, ao menos, algum dia, pode ser que alguns artigos daqui integrem o acervo do museu (se o mesmo não for comido pelas traças…).

  • Infelizmente (preferia que não) sou obrigado a concordar 100% com você. Os casos dos desmandos políticos estão na mesma situação dos crimes contra o meio ambiente: as pessoas se escandalizam, comentam, mas nada muda e logo cai no esquecimento e o tempo acaba de enterrar tudo ( com quase todos os responsáveis impunes, como normalmente acontece).

    Por isso, acho que não adianta apenas denunciar. São necessárias verdadeiras cruzadas e pressão numérica e organizada para ter a esperança de mudar alguma coisa. E os blogs podem ajudar nisso, mas não protestando isoladamente, cada um em seu cantinho. É preciso uma união de blogs em torno de um objetivo comum. Em não sendo isso, campanhas permanentes.

    A propósito, vou dar um exemplo positivo: lembra da campanha “Amazônia para Sempre?”. Pois é, ontem foi entregue ao Presidente Lula o resultado da arregimentação – um manifesto com mais de um milhão e trezentas mil assinaturas, dentre as quais se inclui, modestamente a minha. Se vai dar resultado ainda não sei, mas o Presidente Lula ficou encurralado e teve de fazer algumas promessas de mudanças. Agora cabe fiscalizar o cumprimento das promessas e se falharem “meter a boca no trombone”. Acho que é assim que tem de funcionar: martelar, martelar, martelar…

1 Trackback or Pingback

Deixe uma resposta