O mês de maio  de 2008 foi pródigo em marchas e passeatas, a última (será mesmo a última?), terminando hoje – a “Parada Gay”, de São Paulo. Nada contra; eu até gostaria de estar lá, assistindo, já que não tenho preconceitos eMarchaParaJesus2008 acho o programa uma boa diversão, algo diferente para se ver. Ao todo, foram duas marchas, a nível nacional ( “Marcha para Jesus” e “Marcha para Liberação da Maconha“) e uma passeata, a “Parada Gay“, esta, só em São Paulo. De todas, a maior é a “Marcha para Jesus”, evento anual, de nível nacional, internacional e interdenominacional ( a união de todas as igrejas evangélicas, das mais diferentes correntes). Este evento é o ponto máximo da demonstraçao da força dos evangélicos, atualmente, a religião que mais cresce, em todo o mundo, com índices de crescimento já superando os dos católicos.

Estima-se que somente a “Marcha para Jesus 2008” brasileira, tenha reunido, Gays a Parada Gay 2008-SPem todos os estados, mais de 12 milhões de fiéis (cerca de 4 milhões, em S. Paulo) . Já a “Parada Gay 2008”, também em S. Paulo, segundo seus organizadores, reuniu um público de 5 milhões de pessoas, superando a previsão inicial, que era de 3,5 milhões. Não há como se comprovar esses números exatamente porque são estimativas dos próprios organizadores, mas é o que se divulga. A Parada Gay de São Paulo (ou Parada do Orgulho GLBT) já está sendo considerada a maior manifestação desse gênero no mundo. Desses movimentos, apenas a “Marcha pela Maconha” não foi bem-sucedida, devido à proibição judicial de sua realização em 9 estados brasileiros, frustrando os organizadores. O Vice-Presidente da República, o Deputado Arlindo Chinaglia, Presidente da Câmara dos Deputados, a Ministra do Turismo Marta Suplicy (vaiada) e vários políticos se fizeram presentes, tanto na “Marcha para Jesus”, como na “Parada Gay”, prometendo até criar um feriado para o “Dia Nacional dos Evangélicos”. Pode?

No Brasil, a Marcha para Jesus, desde 1993 ( a sua 1ª edição), tem sido coordenada pelo casal Estevan e Sônia Hernandes, os dois picaretas líderes religiosos da Igreja Apóstólica Renascer em Cristo que também temos combatido aqui neste blog. O casal, hoje preso e respondendo processo nos Estados Unidos por lavagem de dinheiro e evasão de divisas, coordenou, mesmo de lá, o movimento. Juntando-se o número de participantes da “Marcha para Jesus” e os GLBT e simpatizantes da “Parada Gay 2008”, teríamos perto de 20 milhões de pessoas, capazes de influenciar qualquer decisão e política de governo. Que desperício de forças! […]

Enquanto isso, se tentarmos (como já tentaram) realizar uma mobilização nacional para a defesa da Amazônia ou do meio ambiente, mal e porcamente conseguiríamos reunir umas 4 mil pessoas. O movimento “Amazônia para Sempre“, do qual sou signatário, levou um ano para, só agora, atingir pouco mais de 1 milhão de assinaturas de apoio (1.069.503, hoje). Mas se for para ir fazer “marchas ou passeatas” nas ruas, duvido que consigamos reunir mais de 4 mil pessoas. A mesma coisa, pode-se dizer das ONGs ambientalistas, mesmo as mais poderosas.

Não seria a hora de os evangélicos colaborarem, ao invés de só ficarem exibindo a sua enorme demonstração de força de mobilização? Não MarchaPJesus2008.jpgseria mais útil mobilizarem-se para lutar contra os políticos, cobrando deles as medidas de proteção ambiental que eles não querem ou não conseguem executar com eficiência? “Marchar para Jesus?”. Até o nosso destino como nação vamos também entregar na mão dele e, como nas igrejas, esperar o milagre, sem lutar? Acho que nem ele aprovaria isso e chamaria a todos os evangélicos de fanáticos e acomodados, pessoas que só esperam receber as “graças do Senhor”. Até quando fazem doações para as igrejas e pagam dízimos, enchendo os bolsos dos pastores, fazem-no esperando “receber em dobro“, mas não se esforçam por merecer, em sua maioria. E o que dizer dos católicos? Não poderiam fazer o mesmo, mobilizando-se também ou unindo forças com os evangélicos? Não, nenhum deles sequer cogitam isso. O que eles querem mesmo é aumentar o seu exército de seguidores para deles tirarem dinheiro e manipulá-los ao seu bel-prazer. Para que dividir? Para que emprestá-los para outras causas mais nobres, se já estão escravizados para servir os líderes religiosos que os exploram, como se fosssem robôs movimentados pelos controles-remotos dos seus “pastores”? Fiéis, hoje, são vistos como “carteiras de mercados”; aliás, um nichão, com reserva de mercado cativa. Entregar na mão da concorrência? Jamais! Sinceramente, acho que os “fiéis” deveriam servir para mais alguma coisa, além de orar e pedir.

Com o exército de seguidores que os evangélicos possuem, o marketing religioso que praticam, os dízimos, as contribuições, aParadaGay2008.jpgs emissoras de radiodifusão, os jornais, as revistas, as gravadoras, as redes de TV próprias, os aluguéis de horários nobres nos principais canais de TV, as redes de templos e as gargantas dos bem-treinados pastores, fariam um tremendo estrago. Poderiam fazer tremer qualquer presidente de nação. E não podemos esquecer dos famosos “shows da fé“, promovidos pela Internacional da Graça de Deus, do pastor televisivo (campeão), Romildo R. Soares, cunhado do Edir Macedo. Se usarem essa força, enquanto ainda a têm e a Constituição Federal não muda e os ampara, ninguém será páreo para eles.

Seria bom que líderes mais puros e mais esclarecidos pensassem nisso. E os políticos…bem, esses não são trouxas nem puros e já estão usando essa massa há muito tempo, negociando apoios por favores. Em troca, o pastor manda votar e os robozinhos votam. Daí, eles fazem uma bancada evangélica com 70 deputados federais (como já tiveram antes das cassações), mais alguns senadores e começam a ditar regras e mandar no país. Olha o perigo aííííííí, gente!

Nota: Vejam artigo correlato sobre a “Marcha para Jesus”, no blog parceiro Log de MSN. Comparem os argumentos dos respectivos autores e reflitam: Será que ambos estamos totalmente errados?


Technorati : , , , , , , , , , , meio ambiente, glbt, lgbt 

Blogger PostBookmark/FavoritesDiggEmailFacebookGoogle GmailGoogle+LinkedInPrintFriendlyTwitterYahoo MaildiHITTShare

14 Comentários

  • Sílvia P. Coutinho disse:

    PURO EXIBICIONISMO! querem autoafirmar-se e chamar a atenção, dizendo: “Nós existimos e somos muitos. Vão nos dar atenção?”

    Mas entre os evangélicos há uma outra situação que chega a ser cômica: eles escrevem seus pedidos nos papeizinhos, põem na parte de dentro do sapato e vão para a tal marcha achando que, ao final, Jesus (ou o pai dele, Deus), irá atender seus pedidos. Soube que teve gente que chegou a crescer 3 centímetros, tal foi a quantidade de pedidos colocados dentro do sapato.

    Isso é muito triste e até preocupante. É o cúmulo da ingenuidade e do fanatismo. São todos uma cambada de adoradores pidões. Melhor seria se fossem lutar por seus desejos, ao invés de pedir. Melhor ainda, como disse o autor do artigo, se usassem a sua força para ajudar a outras causas mais nobres. O mesmo pode-se dizer dos gays. Por que não se organizam também para protestar contra a corrupção política, contra a falta de empregos, contra a inflação, contra a exorbitância dos impostos que pagamos, etc., etc?

    Eh mundo, eh, Brasil. Quanta tolerância e quanto desperdício de forças.

  • Deus é fiel disse:

    Deus é fiel sou da igrja renascer em cristo a igreja como vc diz ” dos picaretas”

    amo vcs em Jesus

  • Joana B. de Jesus disse:

    “Você daria um presente com o valor de um real para alguém? E para Deus?”
    Pastor Israel

    Vendendo a alma a Deus

    Todo mundo sabe que vender a alma para o diabo não é um bom negócio. Você está na pior, endividado, passando fome e sem perspectivas. O demônio surge lhe oferecendo uma melhora de vida substancial, dinheiro vivo, mulheres em abundância, casa, piscina e champagne liberado em troca de uma única assinatura. Você assina, mal sabendo que acaba de vender sua alma ao demônio, e que só vai reencontrá-la no inferno. Menos mal que ainda tenha toda a vida terrena para aproveitar, antes de passar o resto da eternidade em algum círculo de Dante.

    Agora imagine se ao invés de lhe dar prontamente uma vida melhor, o diabo pedir um sacrifício, uma doação espontânea e de coração, de uma quantia em dinheiro que certamente irá lhe fazer falta. Você resiste, mas ele bate o pé e diz que este é o desafio que terá de cumprir se quiser ter um retorno material abundante. Soa como um absurdo? Pois é assim que o Deus da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) concede graças aos fiéis. Ele cobra, determina prazos, afirma que se o desafio for mantido, sua vitória será inevitável e nada ficará no seu caminho. “Arrasador”, murmura ele ao pé do ouvido.

    Tudo bem, você diz. Afinal, Deus é Deus, dá pra confiar. O problema é que nos cultos da Igreja Universal do Reino de Deus não é ele quem fala, mas gente de carne e osso. São os pastores que pedem seu dinheiro, tentam convencê-lo que as notas guardadas no seu bolso são sujas e não lhe pertencem. Abra mão delas e o caminho da salvação se lançará a sua frente. Diluídos na massa de fiéis, todos são cobrados igualmente, convocados a provar sua fé mediante pagamento à vista. E a maioria paga. À vista dos olhos atentos do pastor.

    O Império da Fé

    A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) foi fundada em 9 de julho de 1977 no Rio de Janeiro pelo Sr. Edir Macedo, então pastor da igreja evangélica Nova Vida. Dez anos depois de se converter ao pentecostalismo, Macedo abandonou a igreja, abriu oficialmente as portas da IURD em um pequeno local do subúrbio carioca e se autoproclamou bispo. Nos primeiros anos de culto sua igreja apenas sobrevivia, até que uma fiel vendeu um terreno e doou o dinheiro para os cofres da igreja. Edir Macedo usou o capital para comprar 10 minutos diários na rádio Metropolitana.

    A palavra de Edir Macedo propagada pelas ondas de rádio logo daria início à igreja que atualmente mais cresce no mundo. Quase trinta anos depois do primeiro culto, o fundador da Universal é dono de dois jornais com tiragem superior a um milhão de exemplares, trinta rádios e uma rede nacional de tv. Cerca de seis milhões de fiéis freqüentam as reuniões em algum dos mais de dois mil templos espalhados por todo o país, e nas últimas eleições trinta e quatro deputados se elegeram sob a tutela da IURD.

    Em Porto Alegre fica a sede estadual da IURD no RS, conhecida como Templo Maior ou Catedral da Fé. Além deste, há muitos outros espalhados pela cidade. Há sedes regionais, que se localizam nos principais bairros de Porto Alegre e coordenam as igrejas locais, que atendem comunidades pequenas e localizadas. Todos os templos da cidade respondem à sede de Júlio de Castilhos, e este à sede nacional, a Catedral da Fé em São Paulo. Há ainda uma sede mundial, em Del Castilho, no Rio de Janeiro, para qual todos os templos do mundo devem prestar contas, direta ou indiretamente.

    A Igreja Universal é um fenômeno inegável e sua crescente influência política e midiática tem papel fundamental na disseminação da igreja por todo o Brasil e o mundo. Mas as transmissões pelas tvs, os pronunciamentos de rádio e os textos nos jornais não dizem mais do que uma ínfima parte do que realmente significa ser fiel da Universal. Ter a fé verdadeira, a “fé inteligente” são conceitos que o público só conhece quando entra nos templos em horário de culto.

    A “fé inteligente” é uma expressão cunhada por Edir Macedo, que significa uma crença que não se baseia no emocional, mas em uma força sobrenatural apoiada por experiências reais. Nos cultos e na tv é comum o pastor se referir ao público pedindo-lhe para não se deixar mover pelo sentimento, demonstrando assim “atitudes de fé verdadeira”. Em boas palavras, assinar um cheque de 1000 reais no momento em que o pastor pede, com a consciência do retorno garantido daquele dinheiro multiplicado pelo tamanho da fé com que foi depositado, é um belo exemplo de uma atitude assim. Há uma estranha inversão de parâmetros aqui, quando normalmente o que deve impedir uma pessoa de doar seu dinheiro espontaneamente para fundos escusos é a razão, os pastores dizem que é a emoção, o que confere um ar de irracionalidade ao indivíduo que prefere ficar com o próprio dinheiro.

    Para compreender este e outros conceitos, os pilares de pregação da IURD, os meios pelos quais a Universal age e cresce tão vertiginosamente, não é recomendado ficar parado. Se a IURD ganha mais terreno a cada dia, é porque tem dinheiro para se expandir, se tem dinheiro, é porque as pessoas doam, e se doam mesmo passando por toda sorte de dificuldades na vida, tem de haver um motivo. Fui à sede de Júlio de Castilhos nos dias de maior movimento e pude olhar nos olhos dos desesperados e necessitados que oram, clamam e dão tudo o que têm para abastecer os cofres dos templos.

    Aula de Marketing com a Universal

    Um dos diferenciais da Igreja Universal é a realização de cultos segmentados. Cada dia da semana é destinado a atingir um público. Nas palavras do pastor Maurício, “é para permitir que todos alcancem Jesus. Se não fizéssemos cultos para cada grupo, atingiríamos sempre o mesmo público, deixando de lado os que precisam de uma reunião mais voltada às suas necessidades”. O Congresso Empresarial é uma reunião voltada para comerciantes, empresários e pessoas com problemas financeiros em geral. Acontece na segunda-feira sob os cuidados do pastor Israel e é altamente propagandeado durante todo fim de semana pelos canais da Universal. No culto, Israel guia as orações dos 318 pastores presentes, determinando a vitória e o sucesso financeiro da platéia.

    Era segunda-feira, entrei um pouco acuado pelo tamanho da estrutura interna do templo. Ao chegar, há uma espécie de lobby, uma ante-sala onde os freqüentadores conversam entre si ou recebem orientações dos pastores antes do início do culto. Ali ficam portas de vidro para o local real de celebração, uma enorme sala com incontáveis fileiras de bancos dispostos em conjuntos que cortam a sala verticalmente, todas obviamente de frente para o altar, que fica elevado a pouco mais de um metro e meio do chão. Cinco mil assentos compõem o espaço para o público.

    Às sete o movimento parecia fraco, mas o congresso empresarial é dia de casa cheia. Aos poucos chegam os fiéis, alguns de terno, carregando maletas, vindos direto do trabalho. Outros mais à vontade, vestindo roupas casuais e acompanhados da mulher e por vezes dos filhos. Antes do início do culto, os pastores correm as fileiras, parando para conversar com aquele senhor com cara de comerciante, o marido cheio de dívidas na loja ou a mulher com jeito de empresária. Neste dia, o público se distingue por ser mais bem arrumado, é a nata da Universal. Sentado, vendo a dedicação das centenas de pastores em ceder seu tempo e sua lábia para aconselhar os presentes, não é difícil de perceber que o congresso é um dia especial para a Universal.

    Sete e meia em ponto começa o show. A multidão aglomerada nos lugares próximos do altar, cerca de três mil distribuídos pela igreja, se levanta e começa a bater palmas para a entrada triunfal do pastor, que chega aos gritos de “Palmas para Jesus!”. Israel fala alto no microfone, gesticula com força, se move constantemente e impõe-se de forma admirável, sua presença de palco é digna de um líder das massas. Nas palavras do próprio: “Se eu entrar aqui murcho, desanimado, fazer uma reunião monótona alguém vai me respeitar? Alguém vai acreditar que Jesus está em mim?”

    Há algum tempo circula na Internet um vídeo gravado por um ex-pastor em que e o Bispo Macedo orienta um grupo de pastores sobre como devem atuar. Você não pode baixar a cabeça, diz ele, tem que ser um herói para o povo. E na igreja universal os pastores são mesmo ídolos, astros respeitados e obedecidos, porta-vozes inquestionáveis da palavra de Deus. A necessidade de reforçar a autoridade sobre o fiel é visível durante todo o culto. “Tá ligado?”, o pastor grita, sempre no fim de uma afirmação, ao que o público responde com dois aplausos, demonstrando atenção e obediência.

    “É certo gente, a pessoa vir ao culto todos os dias, orar, participar da reunião e não ofertar?”

    Não! O coro foi emblemático. Os fiéis sabem, estar na Universal e não ofertar não é certo, mas ir aos cultos e não dizimar é o mesmo que enxugar gelo no sereno. Não funciona. O público é lembrado a toda hora da importância de ofertar, pois é dando que se recebe. Recebe bênçãos. O dinheiro deve ser usado na sustentação da obra de Deus, além de servir de prova de fé. Quem se sacrifica, dando seu dinheiro à Igreja, o faz para provar que acredita no poder de Deus. E crê que ele vai mudar sua vida, para melhor. “Cada trocado será dobrado”, diz o pastor sempre, anunciando o melhor negócio do século, trocar dinheiro por mais dinheiro.

    Ao contrário do que acontece na igreja católica, a bênção prometida a quem participa ativamente da reunião da Universal e oferta sempre que possível não é de ordem espiritual. A grande vantagem da IURD sobre as demais religiões cristãs é a promessa do retorno garantido de suas preces ainda na terra. É muito raro ouvir pregações sobre a salvação espiritual ou o fim dos dias nos templos da Igreja de Edir Macedo. Pelo contrário, os pastores sempre pedem ao fiel que desafie Deus a tirá-lo da miséria imediatamente.

    Há um momento do culto de segunda-feira em que os 318 pastores se reúnem em cima do altar, e aos gritos, de olhos e punhos cerrados, convocam o público a gritar com Deus. O enorme templo vibra com a exasperação das pessoas em furor. De todos os lados se ouvem gritos de ódio e de súplica. Ao meu lado, em um dos três congressos empresariais que visitei, havia um senhor que gritava: “quero parar de sofrer! Não agüento mais ser humilhado! Minha empresa não anda, minhas dívidas não acabam!”

    O desespero das pessoas que freqüentam a Universal é evidente, um outro senhor segurava trêmulo o envelope do dízimo vazio enquanto o pastor pedia que os fiéis fossem entregar sua parte. Três é o número de vezes em que se pede dinheiro em um dia normal de culto na Universal. Logo no início, é requisitado o dízimo. Dez por cento de tudo que o fiel tiver conseguido durante a semana. Nos seis dias em que freqüentei a igreja, de 60 a 70% do público foi com o envelope na mão em direção ao altar, confirmando a situação de dizimista.

    No congresso empresarial, cada vez que o pastor pede uma oferta espontânea além do dízimo, uma outra multidão atende ao pedido. É difícil de acreditar mas Israel sempre começa a rodada pedindo uma doação de mil reais ao público. Normalmente uma ou duas pessoas assinam um cheque na hora e entregam a quantia ao pastor. Em seguida o teto fica mais baixo; 500, 400, 300, 200, no final o pastor aceita qualquer moeda, mas não sem antes ter garantido muito dinheiro para a obra de Deus. Ao meu lado um pai de família assinou um cheque de 200 reais, sem hesitar. Israel grita, estimulando os fiéis a darem tudo que possuem consigo “Eu sei, senhor Jesus, que isso é uma vergonha, mas um real é tudo o que eu tenho! E eu vou te dar, porque eu quero que essa situação mude, não quero mais ser esse derrotado, andar com essa miséria na carteira! Eu quero vencer!”.

    O segredo da universal é tratar dos males terrenos oferecendo soluções terrenas, dinheiro para quem precisa de dinheiro, família para quem precisa de família. E principalmente em atribuir as desgraças e infortúnios das pessoas a fatores externos, eximindo-as de qualquer culpa. Os fiéis da universal são pobres coitados, pessoas que precisam de ajuda, mas que não admitem ter cometido erro algum a não ser o de ter dado abertura a encostos pela falta de fé. O público é dominado, assiste a um espetáculo regido pelos pastores, um show convincente, com sessões de exorcismo semanais e testemunhos de fiéis bem sucedidos.

    A Universal cresce pois usa a linguagem do povo. E em um mundo regido pela cruel lógica do mercado, talvez não seja tão absurda a idéia de pagar pelas bênçãos de Deus. A IURD é uma empreitada bem organizada, os cultos são segmentados para garantir o fluxo de dinheiro diário de cada público, jovens, empresários, solitários, desesperados e famílias. O segredo do sucesso da Igreja Universal do Reino de Deus é oferecer pronto atendimento às necessidades do povo, ao invés de fazê-lo trilhar por caminhos tortuosos rumo a uma salvação espiritual abstrata e distante da realidade que envolve os fiéis. Quando perguntado sobre o crescimento da Universal, o pastor Maurício me respondeu: “Nós somos os únicos que ouvimos o clamor do povo”. Não deixa de ser verdade.

  • Administrator disse:

    Joana:

    Primeiramente, registramos nossa satisfação com a sua participação em nosso blog de debates. Você revelou conhecer bem o problema que existe por trás das religiões evangélicas (especialmente as neo-pentecostais) e também se preocupa em como o país pode combater esse mal.

    Particularmente, entendo que isto só poderá ser feito através do esclarecimento, da conscientização e, depois, através de uma mudança em nossa constituição. Em não se fazendo isso, os desmandos e o charlatanismo contra os incautos continuarão.

    Para que você possa compreender melhor o problema, que não é apenas com a IURD, mas com quase todas as evagélicas, em especial, a “Internacional da Graça de Deus” (dissidente da IURD), recomendo-lhe a leitura de 3 artigos, aqui mesmo neste blog:

    1 – Bíblia? As mentiras começam quando alguém diz que a leu por inteiro. Confira!

    2 – Marketing Religiosos nas Religiões Evangélicas… Como Funciona?

    3 – Cuidado com os evangélicos! Criticá-los? Não pode! Dá Processo!

    Leia e volte a emitir suas inteligentes opiniões. Será muito útil e oportuno ouvir o que vc pensa sobre o assunto!

  • Vânia Maria disse:

    Li a página inteira . Não fiquei muito admirada porque já havia percebido tudo isso. Infelizmente, nós, os seres humanos, prcisamos de uma bengala para caminharmos. Assim, ao perceberem isso, os espertalhões se aproveitam da ingenuidade e sofrimento dos mais fracos e exploram. Não existem leis que nos defendam, a educação está deficiente. Estamos vivendo momentos de dificuldades financeiras, de desemprego, de falta de informação e formação profissional. A falta de conhecimento e de boa leitura nos torna fracos, sem amparo, sem esperança. Ficamos à mercê de políticos, das religiões e de toda uma estrutura organizada com o objetivo de tornar a população cada vez mais ignorante, mais fraca, mais cega. Fico muito decepcionada com a coragem dessas pessoas que lideram movimentos religiosos e políticos com objetivos tão inescrupulosos. E a vida é tão passageira! Como seria bom um mundo com ideais mais nobres, com mais amor, menos egoísmo! Como seria bom se usássemos nossos conhecimentos e energia num movimento de ajuda mútua, sem necessidade de estarmos a nos defender constantemente e enxergar malícia em toda parte! E pensar que usam o nome de Deus nessa exploração!

  • ivan carlos disse:

    para VÂNIA MARIA:

    MUITO INTERESSANTE O SEU COMENTÁRIO. TODAVIA, GUARDE AS SUAS PREOCUPAÇÕES QUANTO AO USO INDEVIDO DO NOME DE DEUS, POIS CERTAMENTE, O DEUS AOS QUAIS SE REFEREM NÃO É O MESMO SEU… E NEM MEU.

    VALEU?

  • Vânia Maria disse:

    Ivan Carlos:

    Valeu sim. Não havia pensado nisso, mas paciência, vivendo e aprendendo. De qualquer forma não deixa de ser preocupante ver o fanatismo crescendo, pessoas se envolvendo cada vez mais , empresas religiosas surgindo a todo momento em busca de lucros.
    E a população afetivamente carente, desamparada, buscando forças numa coisa falsa, É muito triste!
    Obrigada pelo comentário.

  • Vânia Maria disse:

    Ivan Carlos,

    Valeu! Estou mais preocupada com os ingênuos que se deixam roubar.Sinto uma certa responsabilidade.É inaceitável! Mas valeu, Ivan Carlos!

  • ivan carlos disse:

    para VÂNIA MARIA:

    VÂNIA, PODE ESTAR CERTA QUE VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHA NESTA PREOCUPAÇÃO. NO ENTANTO, SABEMOS QUE SÓ É POSSÍVEL AJUDAR A QUEM SE DEIXA AJUDAR; NESTE CASO, EM SUA MAIORIA SÃO FANÁTICOS E IMPENETRÁVEIS. NOS RESTA INSISTIR NO ALERTA, NA EXPECTATIVA DE QUE AO MENOS UMA MINORIA QUE RACIOCINE, CONSIGAMOS ATINGIR.
    IMAGINO QUE DIANTE DE TAL SITUAÇÃO, UM SENTIMENTO, ASSIM UM MISTO ENTRE INDIGNAÇÃO E IMPOTÊNCIA, SEJA UMA DAS CAUSAS DE SUAS PREOCUPAÇÕES QUE ALIADO AO ESPÍRITO DE SOLIDARIEDADE HUMANA, A TORNAM INQUIETA. MAS É ESSA INQUIETUDE QUE VAI CONTINUAR LHE INSTIGANDO A NÃO FICAR PASSIVA DIANTE DE TAIS FATOS.

    BOA NOITE, VÂNIA.

  • antonio disse:

    ah, conheço as teorias das duas distintas pessoas ; deus [com letra minúscula é uma energia dentro de nós,etc,etc, e mais um monte de pataquada ,o pior de tudo é que fui ao google para ver se encontrava os horários da igreja para o domingo, e me caiu estes ´´nobres cidadaos´´ discutindo suas teorias e divagando sobre um DEUS QUE NÃO CONHECEM ,MAS QUE ESTÃO CONVIDADOS A CONHECER ,POIS ELE DISSE ; TORNAI PARA MIM E EU TORNAREI A VÓS OUTROS….

  • Antônio:

    O blog é aberto a todas as correntes de opiniões, inclusive a sua. Que seria das pessoas se todos pensassem da mesma forma e não houvesse o direito de discordar e debater?

  • Carlos Roberto disse:

    MARCHA PARA GEZUZ III
    A PASSARELA DA “MODA” RELIGIOSA

    “Porque clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que “MARCHEM” – Josué 14 : 15

    “Ora, quando Faraó deixou ir o povo, Deus não o conduziu pelo caminho da terra dos filisteus, se bem que fosse mais perto; porque Deus disse: Para que porventura o povo não se arrependa, vendo a guerra, e volte para o Egito; Mas Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto perto do Mar Vermelho, e os filhos de Israel subiram armados – arregimentados – da terra do Egito” – Êxodo 13:1 e 18.
    .
    A marcha do povo de Israel pelo deserto mostra com exatidão a ação do poder de Deus na sua intenção de conduzir o povo à TERRA PROMETIDA. Para levar o povo a Canaã ele escolheu Moisés, um homem especial desde o seu nascimento. Durante a “MARCHA” era evidente nos fatos e acontecimentos a presença literal de Deus junto ao povo. Questionado quanto ao sucesso de sua missão Moisés responde: “O Senhor pelejará por vós, e vos calareis” – Êxodo 14 : 14.

    Depois da morte de Moisés, Josué seu substituto reúne o povo e orienta a como deveriam proceder durante a “MARCHA”: “…prudentemente te conduzas por onde quer que andares” – Josué 1 : 7, ele ainda conclama o povo a mudança de vida: “Santificai-vos, pois amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós” – Josué 3 : 5.

    Durante a jornada ou a “MARCHA” pelo deserto, fatos curiosos e relevantes foram se sucedendo e o povo experimentava a glória de Deus, tudo isto porque eram escolhidos para aquela missão. Desafios foram superados, lugares difíceis e inóspitos; e o mais temido, o deserto. Aquela “MARCHA” tinha objetivos definidos, chegar a Canaã; Tinham um único líder, ora Moisés, ora Josué; Tinham identidade, eram o “POVO DE DEUS”; Havia unidade de propósitos e se houve ESPETÁCULO ou SHOW foi a manifestação do poder de Deus provendo proteção total aos seus escolhidos. Entre eles não havia “ARTISTAS” nem tão pouco “ASTROS”; Não tinha “TRIO ELÉTRICO”; Não havia comércio e nem oportunistas querendo tirar proveito da situação! Deus era o CENTRO das atenções e assim foi durante os anos de sufoco passados no deserto desafiando o impossível. Moisés e Josué transmitiam o recado de Deus ao povo, hoje homens transmitem os seus PRÓPRIOS RECADOS á multidão extasiada com a festança.

    O “EXODO” foi o cerne do Velho Testamento, Deus não conduziu o povo pelo caminho mais fácil aos olhos deles, mas pelo mais eficiente e seguro, pelo mais produtivo nas questões espirituais, pelo DESERTO. Diante de nossa tendência à busca das coisas fáceis, Deus nos empurra para as coisas como elas são, densas, tensas, sérias, difíceis, profundas. Só assim compreenderemos a vida como ela é. Deus sabe que buscamos evitar as lutas, como no caso do Êxodo. Deus sabia que ao ver a guerra a ser travada, o povo Hebreu sentiria a tentação do fácil, a volta para o Egito, esquecido da tragédia que foi sua vida lá. Gostamos de sermos protegidos das coisas como elas são, e quando elas vêm, acabamos derrotados por elas. As experiências verdadeiras nos tornam mais próximos do Deus verdadeiro, não dos deuses feitos à nossa imagem e semelhança; dos outros, como eles são, e de nós mesmos, como nós somos. A “MARCHA” do povo pelo deserto deveria ser o modelo para a nossa jornada hoje.

    O que vemos no século XXI é uma INCREDULIDADE Bíblica e uma CREIDIBILIDADE exacerbada em homens que arquitetam planos, dizem ser de Deus e conduzem a multidão ao caminho do deserto. Sem preparo espiritual, sem compromisso verdadeiro com Deus, eles transformam as Avenidas em passagens para as suas “TERRAS PROMETIDAS” imaginárias sem se dar conta de que não chegarão à lugar nenhum. A caminhada denominada “MARCHA PARA JESUS”, dele mesmo não tem absolutamente nada, até porque ele jamais autorizou tal movimento, além de ser regada a muito barulho, fantasias, adereços, gritos de guerra, palavras de ordem, tudo ao som IMPORTADO DO INFERNO. É a MARCHA dos soldados que não sabem o que é fidelidade, também não obedecem às ordens do General Supremo, Cristo Jesus. São os ATIVISTAS religiosos, os PACIFISTAS, os MANIFESTANTES e os PROTESTANTES adotando a onda de grupos sociais que utilizam tais táticas para chamarem a atenção das autoridades para os seus argumentos e suas propostas. É indubitavelmente o resultado do famigerado “MOVIMENTO GOSPEL” que em nome de Deus, faz qualquer negócio, inclusive com o inimigo, adotando as suas táticas de guerrilha contra o cristianismo.

    O pior de tudo é que ainda cantam entusiasmados: “O NOSSO GENERAL É CRISTO, SEGUIMOS OS SEUS PASSOS, NENHUM INIMIGO NOS RESISTIRÁ!”, mas o que percebemos com clareza é que o inimigo está sim indo de vento em polpa nas suas ardilosas ciladas armadas para enganar os crentes modernos. Um soldado tem “DICIPLINA”, prima pela lealdade ao seu superior; Ele não é soldado apenas no quartel. Hoje muitos são militares apenas nos templos ou igrejas, da porta para fora deixam as patentes de lado. Orgulho e vaidade são marcas registradas da grande maioria das denominações e elas fazem questão de anunciarem aos quatro cantos os seus feitos e as suas conquistas materiais, são veradeiras fortalezas protegidas por SIGILOS a unhas e dentes.

    As avenidas se transformam em “PASSARELAS DA MODA RELIGIOSA” num desfile suntuoso de costumes e conceitos que andam na contramão daquilo que nos ensinou Jesus e seus Discípulos. Em Tessalônica o povo levou Jáson e alguns irmãos à presença das autoridades e os acusaram de causarem perturbação à ordem com o que pregavam: “…ESTES QUE ALVOROÇARAM O MUNDO, CHEGARAM ATÉ NÓS” – Atos 17 : 6. A fama corria não por serem ATIVISTAS EVANGÉLICOS, mas por darem TESTEMUNHO da graça redentora e do amor de Deus. Não me lembro de Paulo promovendo eventos de qualquer natureza para tornar o Evangelho conhecido, pelo contrário, ele pregava com ousadia em qualquer lugar e em qualquer tempo e chegou a afirmar: “Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé” – II Timóteo 4 : 7.

    A nossa jornada neste mundo, pelo que me consta, não inclui “MARCHAS” até porque já estamos numa jornada santa que nos conduzirá ao Lar Celestial, antes, requer que “TESTEMUNHEMOS” daquilo que Deus tem feito nas nossas vidas neste deserto insólito em que caminhamos neste mundo. Assim como Deus não levou Jesus para a glória sem antes fazê-lo passar pelo GÓLGOTA e pelo sepulcro, Deus nos faz caminhar pelo deserto. Ao mandar Seu povo para o deserto, onde peregrinaria por quadro décadas, antes da chegada ao destino, Deus não estava brincando ou mostrando o Seu poder. Ele estava ensinando seu povo a viver. Ainda assim, poucos entraram em Canaã!!!

    Lembre-se, mesmo que você esteja andando em círculos, há um propósito de Deus preparado para você, basta que você esteja disposto a obedecer às ordens dadas por Ele, o General da verdadeira “MARCHA PARA JESUS”, a quem um dia veremos face a face nas Mansões Celestiais.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  • Carlos Roberto disse:

    Marcha para Jesus
    CURTINDO A VIDA A DOIDADO!

    “Os que semeiam em lágrimas, segarão com alegria”
    Salmos 126:5

    A palavra de ordem dos que defendem a “Marcha Para Jesus” ou “Gizuiz”, é “C U R T I R”! Ela é repetida em todas as esquinas, nos Blogs, nas Páginas na WEB e em muitos outros locais. E aí, eu na minha ingenuidade, resolvi fazer uma pesquisa para saber de onde ela veio, quais as suas aplicações na vida cristã e como inseri-la em um “sermão evangelístico”, ou quem sabe, num momento de adoração.

    Como sou persistente, não desisti! Foi difícil demais e me tomou muito tempo, pois tive que consultar muita gente experiente na vida cristã. Ainda bem que eu tinha o endereço de todos eles. Mas valeu! Tentei encontrá-la na Bíblia, mas, não achei em lugar nenhum, nem mesmo na capa. Tive o cuidado de olhar folha por folha. Como a minha duvida não foi sanada, aí eu liguei e bati um papo com o Apóstolo Paulo, mas ele não a conhece e nunca ouviu alguém falar sobre ela. Tentei com João, e também não tive sucesso, ele me disse que sabia muito sobre amor e perdão. Pedro disse que nunca ouviu esta expressão, mesmo com os seus embaraços. Liguei para o Dr. Lucas, grande cirurgião, e ele afirmou, categoricamente, que não consta nos livros de medicina. Liguei para Tiago, e ele não soube me informar a origem da mesma. Liguei inclusive, para o Simão Curtidor, para saber se ele tinha algo a ver com tal expressão, mas ele refutou esta possibilidade. Lembrei-me de Davi, ele era esperto, atirado e tinha derrotado um gigante, eu imaginei que ele C U R T I A ser forte.

    Ai, me veio a cabeça uma idéia maluca, ligar para um sujeito que é especialista no vocabulário e na gramática do mundo, ele era assimmmm com o homem, ou melhor, com o Diabo. Quem??? Adivinha!!! O camarada JUDAS!!! Sujeito retado!!! Porreta e valente, cabra macho! O barato dele, o que ele mais C U R T I A, segundo ele mesmo afirmou, era a TRAIÇÃO. Ele detalhou com precisão, toda a etimologia da palavra e lembrou que era o que mais ele gostava de fazer no seu tempo de Discípulo de Cristo! CURTIA tudo, de traição a dinheiro, era com ele mesmo. Ele afirmou em risos, que C U R T I U tanto, que acabou indo se enforcar num lugar solitário, tudo por umas poucas moedas de prata. Mas, como para ele uma corda no pescoço era CURTIR a vida… Para muitos a corda está sendo trocada por uma “MARCHA PARA JESUS”, e vamos que vamos. SAI DA FRENTE, QUE ATRÁS VEM CRENTE!!!

    É este o Evangelho que andam espalhando por aí, o da “curtição” e não o da “SANTIFICAÇÃO” e o da condução do homem a Deus. É esta religiosidade enganosa que está conduzindo o cristianismo ao descrédito e ao ECUMENISMO, onde o que vale são os prazeres da vida, as agitações e as badalações, Deus é apenas um coadjuvante nesta bagunça religiosa, e o Espírito Santo ninguém sabe por onde anda. Os cristãos de hoje estão vendendo Cristo, não por trinta moedas, mas por Marchas, Points, Agitos, Rodeios, Rock, Funck, Gospel…

    O Diabo instalou as suas armadilhas e os crentes estão caindo nelas com a maior naturalidade, e ainda têm a audácia de afirmarem que é tudo “Para Jesus”. Não sei qual deles, se o que está na cruz ainda, se o que está lá na igreja do Bonfim em Salvador, ou quem sabe o que está lá no Rio de Janeiro, de braços abertos protegendo a cidade. E olha que ela está muito bem protegida!!!

    Me envergonha ver o Evangelho em um nível tão baixo de mediocridade como estamos vendo, não é ele que foi para o fundo do poço, e sim foi o fundo do poço que subiu para as beiradas, para facilitar as coisas e a para a queda ser menor e menos dolorosa. Ao invés de “C U L TO”, o negócio agora é “C U R T I R”, sem qualquer constrangimento. É B O M B A R e B O M B A R muito!!!

    Mas, olha o que a BÍBLIA diz: “Alegra-te jovem, na tua mocidade, e recreia-te o teu coração nos dias de tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração e pela vista dos teus olhos. Sabe, porém, que por todas estas coisas, te trará Deus a juízo. Afasta, pois, o pecado do teu coração, e remova da tua carne o mal, porque a adolescência e a juventude são vaidade” – Eclesiastes 11:9 e 10. Para quem sabe ler, um pingo é um pingo! Eu apenas estou usando o meu manual de instruções que o meu comandante deixou para que eu não me perdesse nas vielas da religiosidade moderna.

    Só para informar, a “MARCHA PARA JESUS” está dando de goleada, até o INIMIGO disse que participou dela e gostou muito. Para o que ele planejou, foi um sucesso sem precedentes. Só “Trios Elétricos”, ele conseguiu enfiar uns 50 no meio da multidão e os seus soldados, todos fardados, o representaram como ele planejou.

    Ele só reclamou de uma coisinha simples, ele foi lá para ouvir um pouco sobre um tal JESUS, mas só ouviu falar de um outro, o GIZUIZ. Fora isto, foi dentro do que ele projetou para este ano. Segundo sua assessoria, ele conseguiu convencer uns poucos 4 milhões a irem dar uma passeada descontraída pela avenida, afinal, ninguém é de ferro! Segundo ele, para o ano que vem, ele quer expandir o seu negócio, quer levar as suas festinhas barulhentas para outras cidades e aumentar o seu faturamento e o de seu negócio. Pelo que parece a briga vai ser boa!

    “Porque qualquer que ainda se alimenta de leite, não está experimentado na palavra de justiça, porque ainda é menino. Mas, o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos aguçados para discernir tanto o bem quanto a mal”
    Hebreus 5:13 e 14

    “Não devemos ter medo dos confrontos. Até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas”

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  • milton disse:

    ESTA EMPRESA ESTÁ REALIZANDO UM DOS MAIORES ESQUEMAS DE LAVAGEM DE DINHEIRO EM SÃO PAULO:

    COMERCIAL , CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA – CNPJ 59.377.572/0001-37 – sito à Rua Estados Unidos, n° 2.280 – CEP 01427-002 – Jardim Paulista – São Paulo – Capital.

    O pior de tudo isto é estarem sendo acobertados pela JUSTIÇA DO TRABALHO DO ESTADO DE SÃO PAULO e colocando SOROPOSITIVOS, IDOSOS E DEFICIENTES FISICOS no olho da rua. Através de compras de imóveis a preço derrisórios ( 80 a 90% ) ABAIXO do preço de mercado, compram apartamentos que valem R$ 500.000,00 por apenas R$ 75.000,00. Como isso? Os juízes vendem os imóveis a preços que permitem enriquecer estes BANDIDOS que além de ficarem ricos mais rápidos ainda levam diversas pessoas a ficarem na miséria e a irem para rua por não terem onde morar. Engando as pessoas e aumentando ainda mais seus altos salários e privilégios que não são poucos. Aquí vai alguns dos nomes dos safados:

    Juíz PAULO EDUARDO VIEIRA DE OLIVEIRA da 49a Vara do Trabalho do Estado de São Paulo

    Doutora Juíza Revisora Desembargadora LIZETE BELIDO BARRETO ROCHA – Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo – 2a Região – 1a Turma .

    Doutor Juíz Relator Desembargador LUIZ CARLOS NORBERTO – Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo – 2a Região – 1a Turma

    Doutora Juíza ANDRÉA RENDEIRO DOMINGUES PEREIRA ANSCHAU da 49a Vara do Trabalho do Estado de São Paulo.

    Senhor GENIVALDO VALDIVINO AMARAL – Diretor de Secretaria do 49a Vara do Trabalho de São Paulo – Capital.

    Senhora MARIA HELENA DE ALMEIDA CUNHA – Secretária da 49a Vara do Trabalho de São Paulo..

    Para piorar tudo nem o PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2a REGIAO, DESEMBARGADOR DÉCIO SEBASTIÃO DAIDONE e o VICE-PRESIDENTE DESEMBARGADOR NELSON NAZAR ESCAPAM ESCAPAM DA SUJEIRA, SABEM DE TUDO PORÉM………

    Utlizam-se também da cumplicidade da empresa TETRA EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA – CRECI 10.896-J – Av. Brigadeiro Luis Antônio, n° 733 – Loja 05 – CEP: 01317-904 – Bela Vista – São Paulo ( Sr. SIDNEY PETRONI – CRECI 40.160 – ( Cel. 8171-1009 ), que têm a função de comercializar os apartamentos fazendo a grana girar rapidamente.

    Também o Desembargador AMÉRICO CARNEVALLE – Tribunal Regional do Trabalho da 2a Região de São Paulo ( Rua da Consolação, n° 1.272 – 01302-906 – Consolação – São Paulo – Capital ) – e a Desembargadora MAGDA APARECIDA KERSUL DE BRITO da 15a Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2a Região por Omissão de denúncia com pleno conhecimento dos fatos e cumplicidade através da omissão de seu dever de julgar e permitir condenação da ação desta quadrilha uma vez que possuía todo o processo em seu poder e tendo a autoridade para julgá-los.

    Tem muito mais gente envolvida e apesar de terem ciência de tudo fingem que não sabem de nada, até nos mais altos cargos. SERÁ QUE COM OS SALÁRIOS QUE TÊM OS JUÍZES PRECISAM ROUBAR O POVO? SE FOREM CONDENADOS TËM COMO PUNIÇÃO A APOSENTADORIA ANTECIPADA. VOCÊ ACHA ISTO JUSTO? ESTÁ UM MAR DE LAMA A JUSTIÇA DO TRABALHO DO ESTADO DE SÃO PAULO.

    O sistema é bem simples: marca-se um primeiro leilão com o preço do imóvel já com preço bem abaixo do valor real de mercado ( em um caso um apartamento avaliado para um leilão por R$ 600.000,00 foi reavaliado em R$ 300.000,00 alguns meses após). Foi a leilão mas como a empresa COMERCIAL, CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA possui 30 ( TRINTA ) SÓCIOS, todos se mostram interessados no imóvel e as outras pessoas desistem por achar que o apartamento vai subir muito de preço. Porém eles não compram deixando ser marcado um segundo leilão. É aí que começa a sacanagem: um juíz pilantra abaixa o preço para R$180.000,00 e marca o primeiro leilão para as 13h00 por exemplo e também o segundo para as 13h05 ( isto mesmo 5 minutos depois ). Os 30 ( TRINTA ) SÓCIOS deixam o imóvel ir para o segundo leilão onde esse juíz safado diz que não houve lance e vende o imóvel por R$ 90.000,00 ( noventa mil ) reais .

    O pior desta história é que eles ainda têm respaldo jurídico, pois dizem que não teve compradores e a empresa safada leva o imóvel de graça.

    Isto é um desrespeito com os EMPRESÁRIOS que já têm que pagar uma quantiidade enorme de impostos, taxas e contribuições e são sempre condenados pela Justiça do Trabalho a pagar indenizações absurdas com o sistema protecionista desta justiça. Só que além disto ainda são assaltados desta forma, quando não possuem dinheiro para pagar estas indenizações, tem seus próprios imóveis colocados à venda pela Justiça do Trabalho, desrespeitando as leis brasileiras ( Lei 8009/ 90 BEM DE FAMÍLIA ), assim como nossa Constitução Federal.

    Agora vejam só: apesar do escritório da empresa BLANCHARD ficar na chiquérrima Rua Estados Unidos, seus sócios moram em bairros humildes de CABREÚVA, JUNDIAÍ, VÁRZEA PAULISTA, CAMPO LIMPO PAULISTA.

    Mais hilário ainda são as profissões dos sócios : 9 ( nove ) são MECÂNICOS, 2 ( dois ) BALCONISTAS, 2 ( dois ) APOSENTADOS e os outros ELETRICISTA, LUBRIFICADOR, BALCONISTA, POLIDOR, COMPRADORA, AUXILIAR DE ESCRITÓRIO, MEIO-OFICIAL FERRAMENTEIRO ( podia ser pelo menos inteiro…), AJUDANTE GERAL, ENCARREGADO DE GARANTIA, PINTOR, FUNILEIRO…

    Mas como eles têm dinheiro para comprar tantos imóveis? Será que têm esposas ou maridos ricos?

    Acho bem pouco provável pois : 11 ( onze ) são DO LAR, 2 ( duas ) COSTUREIRAS e os outros (as) OPERADORA DE TELEMARKETING, CAIXA, AUXILIAR DE CONTABILIDADE, VENDEDOR, AUTÔNOMA……

    Será então que é o Senhor BLANCHARD que têm a grana? Mas no contrato social não têm nenhum BLANCHARD. Eles todos têm nome do tipo : SOUZA, OLIVEIRA, CALDEIRA, NOVAIS, FARIA, SILVA, RIBEIRO, MOREIRA e por aí vai….

    Mas como conseguem? Como um eletricista ou um lubrificador podem ser sócios de uma empresa desse porte? A resposta talvez esteja no nome, BLANCHARD. Porque BLANCHARD? Quem é este BLANCHARD? Será que foi um dos sócios com a profissão de « balconista » que viajou para PARIS ou para a CÔTE D’AZUR nas férias, viu o nome, achou bonito e escolheu para a empresa? Pouco provável com os salários de fome de nosso país. Mas ninguém sabe quem é o tal BLANCHARD, ele nem figura na lista de sócios. Porque? QUEM É O TAL BLANCHARD?

    ESTE É O X DA QUESTÃO :

    ELES SÃO TODOS LARANJAS DO BLANCHARD.

    A empresa COMERCIAL, CONSTRUCÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA é nada mais que uma sociedade destinada a lavagem de dinheiro. O problema é: DE QUAL DINHEIRO? DO TRÁFICO DE DROGAS? DO TRÁFICO DE ÓRGÃOS? DO TRÁFICO DE ARMAS? DE UMA FACÇÃO CRIMINOSA? Bem, isto somente as Excelências poderão lhes responder.

    Mas como um juíz pago ( e muito bem pago ) com o dinheiro dos nossos impostos pode associar-se com BANDIDOS, quando deviam defender-nos e proteger-nos através da Lei e da Justiça?

    Bem, os franceses descreveram bem isto:

    « Le Brésil est un pays, où les fruits n’ont pas de saveur, où les femmes n’ont pas de pudeur, et les hommes n’ont pas d’honneur ».

    « O Brasil é um país, onde os frutos não têm sabor, onde as mulheres não têm pudor e os homens não têm honra ».

    O mais triste de tudo é ter que escutar e não poder responder o contrário, dói no fundo do coração.

    Segue abaixo a cópia do contrato social desta empresa para averiguarem os fatos. Se puderem denunciem pois estarão ajudando a mudar o nosso amado País ( pelo menos por alguns ). DESCUBRAM QUEM É BLANCHARD E VÃO FICAR ARREPIADOS!

    : 1) MILTON VIEIRA SOUZA, brasileiro, eletricista, portador do RG nº 13.944.581-x e do CPF nº 024.686.598-99, casado sob o regime de comunhão universal de bens em 12/09/1987 com SANDRA HELENA VIOTTI SOUZA, brasileira, do lar, RG nº19.366.938-SSP-SP, CPF nº 068.521.168-16, residentes e domiciliados na Rua Dragutin Kalman, nº 27, Parque Cidade Jardim, Jundiaí/SP, CEP 13230-524; 2) ADELSON ALVES DE OLIVEIRA, brasileiro, professor, portador do RG nº 20.389.687 e do CPF nº 120.814.768-43, casado sob o regime de comunhão universal de bens em 30/03/2001 com MORGANA LIMA FERREIRA DE OLIVEIRA, brasileira, caixa, portadora do RG nº 27.787.766-0 e do CPF nº 253.687.528-81, residentes e domiciliados na Rua Célio Barbosa, nº 600, Vila Santa Terezinha, na cidade de Várzea Paulista/SP, CEP 13220-100, a quem cabe a proporção de 3,0134%; 3) ADRIANO ALTOMANI, brasileiro, mecânico, portador do RG nº 23.122.145-9 SSP/SP e do CPF nº 165.027.398-30, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 14/09/2000 com DANIELE MUNHOZ ALTOMANI, brasileira, operadora de telemarketing, portadora do RG nº 28.182.202-5, CPF nº 266.728.078-45, residente e domiciliada na Rua André Mazzola, nº 44, na Cidade de Jundiaí, SP, CEP 13202.751; 4) ANTÔNIO CARLOS MORETTI, brasileiro, assistente de vendas, portador do RG nº 13.946.160 SSP/SP e do CPF nº 867.625.328-53, casado sob o regime de comunhão universal de bens em 30/07/1977 com ANA FERREIRA MORETTI, brasileira, do lar, portadora do RG nº 19.876.327 e do CPF nº 775.833.968-91, residentes e domiciliados na Rua Prof. Noêmia Sereno, nº 120, Jundiaí/SP, CEP 13203-230; 5) APARECIDO CARLOS ALVES DE GODOY, brasileiro, aposentado, portador do RG nº 8.087.465 SSP/SP e do CPF nº 820.814.098-87, casado sob o regime de comunhão universal de bens em 24/04/1976 com ELISABETE FERNANDES DE GODOY, brasileira, auxiliar de contabilidade, portadora do RG nº 12.304.571 SSP/SP e do CPF nº 222.409.478-70, residentes e domiciliados na Rua Antônio Mania, nº 278, jardim Itapoã, Várzea Paulista, CEP 13225.820; 6) CELSO CLEMENS GASPARI, brasileiro, solteiro, mecânico, portador do RG nº 25.587.877-1 SSP/SP e do CPF nº 245.684.988-48, residente e domiciliado na Rua Senador Fonseca, nº 559, Jundiaí/SP, CEP 13200-000; 7) CYRO CÉSAR CALDEIRA, brasileiro, solteiro, lubrificador, portador do RG nº 29.591.396-4 SSP/SP e do CPF nº 253.866.718-63, residente e domiciliado na Rua Mogi das Cruzes, nº 33, Várzea Paulista/SP, CEP 13222.045; 8) DIOMAR CAPALBO, brasileiro, mecânico, portador do RG nº 6.565.880 SSP/SP e do CPF nº 723.648.828-34, casado sob regime de comunhão parcial de bens em 04/12/1986 com MARIA APARECIDA BORGES QUIRINO CAPALBO, brasileira, autônoma, portadora do RG nº 9.091.951-6 e do CPF nº 003.256.628-00, residentes e domiciliados na Rua José da Fonseca, nº 58, Jardim Santa Rita de Cássia, Jundiaí/SP, CEP 13219-200; 9) EDISON DE OLIVEIRA NOVAIS, brasileiro, solteiro, meio oficial ferramenteiro, portador do RG nº 29.426.513-2 SSP/SP e do CPF nº 215.467.048-25, residente e domiciliado na Rua Madagascar, nº 46-C-1, Cabreúva/SP, CEP 13315-000; 10) ISAÍAS FARIA, brasileiro, encarregado de garantia, portador do RG nº 18.802.098 SSP/Sp e do CPF nº 068.450.328-07, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 10/08/1996 com MÁRCIA APARECIDA DE MORAES FARIA, brasileira, auxiliar de escritório, portadora do RG nº 28.466.981-7 e do CPF nº 257.335.198-00, residentes e domiciliados na Av. Central, nº 551, Vila Santa Terezinha, Várzea Paulista/SP, CEP 13220-170; 11) GILSON MARIANO DA SILVA, brasileiro, polidor, portador do RG nº 24.965.468-4sSP/SP e do CPF nº 246.723.798-25, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 20/04/1996 com MIRIAM QUIRINO DA SILVA, costureira, portadora do RG nº 34.521.594-1 e do CPF nº 275.072.378-77, residentes e domiciliados na Rua Água Branca, nº 360, Vila Rui Barbosa, Várzea Paulista/SP, CEP 13219-120; 12) LAÉRCIO TROLESI, brasileiro, viúvo, consultor técnico, portador do RG nº 3.261.484-6 SSP/SP e do CPF nº 283.277.488-15, residente e domiciliado na Rua Santo Antônio, nº 84, Ponte São João, Jundiaí/SP, CEP 13218-070; 13) LUÍS CARLOS RIBEIRO, brasileiro mecânico, portador do RG nº 9.310.370 SSP/SP e do CPF nº 712.096.118-72, casado sob o regime da comunhão parcial de bens em 26/03/1988 com IVONE DA CRUZ RIBEIRO, brasileira, costureira, RG nº 17.172.509 e do CPF 024.931.338-38, residentes e domiciliados na Rua Prudente de Moraes, nº 497, Jardim da Felicidade, Várzea Paulista/SP, CEP 13223-400; 14) LUÍS FERNANDO SIQUEIRA MOREIRA, brasileiro, mecânico, portador do RG nº 07.257.247.-2 SSP/SP e do CPF nº 849.998.027-91, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 17/03/1990 com FRANCINETE DA SILVA MOREIRA, brasileira, do lar, portadora do RG nº 21.546.513 e do CPF nº 118.674.438-30, residentes e domiciliados na Rua Antônio Digiolia, nº 448, Jardim Califórnia, Campo Limpo Paulista/SP, CEP 13230-000; 15) LUZIA CASSARI, brasileira, solteira, compradora, portadora do RG nº 22.074.795 SSP/SP e do CPF nº 150.445.708-00, residente e domiciliada na Rua Pedro Tadei, nº 31, Vila Rio Branco, Jundiaí/SP, CEP 13215-271; 16) MARA APARECIDA MORAES VANINE, brasileira, divorciada, auxiliar de escritório, portadora do RG nº 16.967.633 SSP/SP e do CPF nº 108.065.798-38, residente e domiciliada na Rua Pedro Fioravante, nº 64, Vila Arens, Jundiaí/SP, CEP 13202-623; 17) MARCOS CÉSAR MORA, brasileiro, mecânico, portador do RG nº 20.792.855-1 SSP/SP e do CPF nº 250.738.168-03, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 18/03/2000 com PATRÍCIA COUTINHO FERREIRA MORA, brasileira, do lar, portadora do RG nº 33.325.248-2 e do CPF nº 315.992.768-79, residentes e domiciliados na Rua Athenas Paulista, nº 163, Jardim das Indústrias, Jacareí/SP, CEP 12306-300; 18) RICARDO SIMÕES DE CAMPOS, brasileiro, solteiro, balconista, portador do RG nº 27.916.527-4 SSP/SP e do CPF nº 132.152.818-30, residente e domiciliado na Rua Adalgiso L. de Almeida, nº 34, Sorocaba/SP, CEP 18051-490; 19) SÉRGIO HENRIQUE LOSILLA, brasileiro, mecânico, portador do RG nº 15.894.704 SSP/SP e do CPF nº 075.847.268-44, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 22/11/1986 com ROSINEIA FERNANDES LOSILLA, brasileira, do lar, portadora do RG nº 20.917.741 SSP/SP e do CPF nº 102.486.208-94, residentes e domiciliados na Rua Ary Normaton, nº 315, CS 2, Jardim Santa Gertrudes, Jundiaí/SP, CEP 13205-200; 20) WANDERLEI CARLOS PEREIRA, brasileiro, balconista, portador do RG nº 23.212.726 SSP/SP e do CPF nº 143.276.298-20, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 21/12/2002 com ANA PAULA RODRIGUES PEREIRA, brasileira, do lar, portadora do RG nº 29.515.697-1 e do CPF nº 312.650.628-38, residentes e domiciliados na Rua Amazonas, nº 144, Bairro Jacaré, Cabreúva/SP, CEP 13315-000; 21) BENEDITO ANTONIO DA SILVA, brasileiro, ajudante geral, portador do RG nº 3.026.591-2 SSP/SP e do CPF nº 603.071.029-04, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 08/09/1984 com MARIA JOSÉ GIMENEZ GUIMARÃES SILVA, brasileira, do lar, portadora do RG nº 34.873.622-8 e do CPF nº 293.187.558-99, residentes e domiciliados na Rua Tanque Velho, nº 450, Vila Marajó, Várzea Paulista/SP, CEP 13.220-000; 22) BENEDITO ANTONIO DOS SANTOS, brasileiro, chefe de oficina, portador do RG nº 11.788.635 SSP/SP e do CPF nº 963.028.108-25, casado, sob o regime de comunhão parcial de bens em 28/05/1987 com ARLETE BERTIÉ DOS SANTOS, brasileira, coordenadora, portadora do RG nº 16.769.214 e do CPF nº 074.170.368-80, residentes e domiciliados na Rua Raul Pompéia, nº 85, Jardim Rio branco, Jundiaí/SP, CEP 13215-420; 23) ROSÂNGELA APARECIDA DOS SANTOS BATISTIOLI, brasileira, advogada, portadora do RG nº 15.892.716 SSP/SP e do CPF nº 090.773.418-97, casada sob o regime de comunhão parcial de bens em 31/10/1991 com LAIRTO BATISTIOLI, brasileiro, vendedor, portador do RG nº 13.603.985-SSP/SP, CPF 038.082.988-63, residentes e domiciliados na Rua Ana Néri, nº 52, Vila Aparecida, Bairro Ponte São João, Jundiaí/SP, CEP 13.218.421; 24) LAURO PRESTES, brasileiro, aposentado, portador do RG nº 3.255.521-0 SSP/SP e do CPF nº 392.610.428-72, casado sob o regime de comunhão universal de bens em 03/05/1973 com IRENE BARBOSA PRESTES, brasileira, do lar, portadora do RG nº 19.803.851 e do CPF nº 157.524.508-61, residentes e domiciliados na Rua Rio Grande do Sul, nº 70 CS 2, Jardim Tarumã, Jundiaí/SP, CEP 13216-603; 25) ANTONIO TORRES, brasileiro, pintor, portador do RG nº 21.853.698 SSP/SP e do CPF nº 137.579.768-94, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 13/02/1993 com ROSÂNGELA NOGUEIRA DE SOUZA TORRES, brasileira, do lar, portadora do RG nº 29.426.306-8 e do CPF nº 154.577.858-23, residentes e domiciliados na Rua Colatina, nº 204, Vila Real, Várzea Paulista/SP, CEP 13220-000; 26) MARCOS ROBERTO ALVES CARDOSO, brasileiro, mecânico, portador do RG nº 24.965.773.9 SSP/SP e do CPF nº 318.000.908-03, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 13/06/1998 com MARIA CRISTINA ALVES CARDOSO, brasileira, do lar, portadora do RG nº 4.280.163 SSP/PE, CPF 818.233.714-34, residentes e domiciliados na Rua Itararé, nº 126 – CS 2, Jardim Paulista, Várzea Paulista/SP, CEP 13222-120; 27) CARLOS ALBERTO DOS SANTOS, brasileiro, funileiro, portador do RG nº 14.652.134-1 SSP/SP e do CPF nº 024.942.358-80, casado sob o regime de comunhão parcial de bens em 14/05/1983 com ANA MARIA FLORIANO DOS SANTOS, brasileira, do lar, RG nº 16.965.692-3-SSP/SP e do CPF nº 052.650.578-89, residentes e domiciliados na Rua Engenheiro Hermenegildo Campos de Almeida, nº 738, Anhangabaú, Vila Japi, Jundiaí/SP, CEP 13208-640; 28) JACKSON NOGUEIRA DE LIMA, brasileiro, solteiro, operador de processo, RG nº 26.595.833-7 SSP/SP e CPF nº 180.626.148-08, residente e domiciliado na Rua Antenor Soares Formis, nº 120, Jardim Esplanada, Jundiaí/SP, CEP 13202.080; 29) CLÁUDIO ROBERTO ALVES DE SOUZA, brasileiro, solteiro, mecânico, RG nº 25.268.110-1 SSP/SP e do CPF nº 157.472.538-67, residente e domiciliado na Av. S. Paulo, nº 294, Jardim Santa Lúcia, Campo Limpo Paulista/SP, CEP 13230-000; 30) LUIZ EDUARDO DE OLIVEIRA, brasileiro, solteiro, mecânico, portador do RG nº 26.853.742-2 SSP/SP e do CPF nº 263.036.138-10, residente e domiciliado na Rua Armando Lenhaioli nº 239, Campo Limpo Paulista/SP, CEP 13230-000.

1 Trackback or Pingback

Deixe uma resposta