A Grande Tribulação

20/02/2008
by Antidio Teixeira

O artigo abaixo é uma transcrição da interessante matéria publicada no Jornal do Brasil, página “JB Ecológico”, aqui republicada a pedido do nosso colaborador Antídio Teixeira, por coincidir com algumas das suas próprias teorias, também defendidas, em sua maioria, pela administração deste blog, com pequenas ressalvas apenas às verdadeiras causas do “aquecimento global” e à maneira de atuação dos GEE e dos CFCs.

———————————————————————————

A GRANDE TRIBULAÇÃO

Mudanças climáticas, desmatamentos, superpopulação e poluição ambiental: o mundo vive o seu fim.

 

(Transcrição do JB Ecológico – 02/07)

Para meditar e comentar:

Segundo a ONU, a cada segundo que você demora lendo este texto, 8,6 bebês estarão nascendo em algum lugar do planeta. Serão 516 nascimento por minuto, 30.960 por hora, 743.040 por dia. Em um ano, mais de 260 milhões de pessoas estarão se somando aos atuais 6,5 bilhões, todas competindo por espaço, comida e água, produzindo lixo, respirando oxigênio e eliminando carbono (CO2), além do metano nas fezes.

Se você acha que isso já é motivo de preocupação, acertou! Até pouco tempo atrás, […]vários cientistas atestavam que o planeta Terra poderia suportar sem problemas o dobro da população existente, baseando-se apenas nas novas tecnologias que garantiriam um aumento na produção de alimentos. Mas ninguém havia chegado a uma conclusão de qual seria a capacidade do planeta em sustentar a progressão humana, devido à infinidade de fatores a serem analisados.

O que é fácil notar é que a Terra tem o seu limite. E quanto mais povoada, maior será a quantidade de recursos naturais utilizados.Quanto maior for o crescimento populacional desordenado, mais difícil será atingir o desenvolvimento sustentável. Conforme a população cresce, ela necessita de uma área maior para viver e para produzir seu sustento, e com isso, as florestas que cobriam aproximadamente 60% da área terrestre, hoje cobrem apenas, 22%.

As florestas regulam a quantidade de carbono na atmosfera e ajudam a estabilizar o clima. Com o passar dos tempos os impactos causados pelo homem no mundo ficaram evidentes. As florestas tropicais foram destruídas, as reservas de água estão sendo contaminadas, a camada de ozônio vem sendo constantemente danificada. A emissão excessiva de carbono está causando o aquecimento global, que por sua vez está provocando mudanças abruptas em todo mundo. As instabilidades que todos nós observamos no clima, como calor e frio extremos, secas e inundações, já estão afetando a produção mundial de alimentos, que apesar dos investimentos, já teve uma redução de 3,4% em 2.005, demonstrando que o planeta já ultrapassou o seu limite de sustentabilidade há algumas décadas sem que pudéssemos perceber. Concluem que o caos será iminente e inevitável, pois as soluções de maior impacto, que poderiam ter alguma eficiência para conter e reverter as catastróficas instabilidades climáticas são impraticáveis. Seriam elas:

O – A redução imediata da população do mundo em, pelo menos, 40% dos números atuais;

O – Reflorestamento de 60% das áreas devastadas;

O – Redução da produção industrial em 35%;

O – Substituição de todos os combustíveis fósseis;

O – Redução na mesma proporção da população de animais criados para sustentá-la, como gados,porcos, galinhas, etc., que contribuem na geração de carbono e metano, medidas impossíveis de serem realizadas em curto prazo que não acarretassem o nosso auto-extermínio.

OUTRA REALIDADE

A outra realidade é o aumento progressivo do desemprego e miséria em todo o mundo, estimulado pelas inovações tecnológicas que a cada instante substituem a mão de obra braçal, deixando-a cada vez mais ociosa e descartável, mostrando que futuramente não haverá mais espaço para não especializados.

Só os latino-americanos e caribenhos chegam a 211 milhões, vivendo abaixo da linha de pobreza, com um aumento de 11 milhões desde 1990 (até junho de 2.002). Um excedente populacional não produtivo que sobrevive às custas do assistencialismo regional e internacional. Infelizmente, não há mais solução para essa questão, ela tornou-se irreversível com o aquecimento global.

POBREZA E DESCONTROLE

Com o crescimento da população mundial e o declínio da produção de alimentos, fica matematicamente fácil concluir que a fome transformará, em curto prazo, milhões de habitantes de países pobres em refugiados ambientais. O resultado será o de migrações em massa e instabilidade política em todo mundo. As guerras e desastres causados pelo caos climático serão inevitáveis e matarão milhões de pessoas em todo o planeta.

Em pequena escala, os refugiados já começaram a invadir a Europa e outros países, situação a ser refreada apenas quando a população mundial regredir para níveis novamente sustentáveis. Cada país terá que defender seu território como puder. Será cada um por si. Os EUA já triplicaram o número de soldados nas suas fronteiras e planejam construir um muro para conter a imigração em massa!

Um bom observador verá que o mundo hoje está caminhando para o caos em diversos aspectos: a miséria está desenfreada, a criminalidade, o fanatismo, a insensatez e a “sujidade humana” estão aumentando de uma forma espantosa em todo mundo e já contaminaram instituições governamentais de diversos países, inclusive o Brasil. Estamos presenciando uma inversão de todos os valores éticos, morais e religiosos em todo mundo! As instabilidades climáticas serão o “estopim” para o caos que as profecias bíblicas já previam e agora possuem o aval da ciência.

Nas grandes cidades, a concentração de pessoas que trabalham apenas para seu sustento diário é imensa , ganham em média R$ 25,00/dia, para em seguida ir ao mercado comprar mantimentos. Estamos diante de uma bomba humana que poderá explodir a qualquer instante. O descontrole econômico abrupto, com o desemprego generalizado, provocará o caos social, com correrias desenfreadas em busca de alimentos, criminosos nas ruas, distúrbios generalizados, saques em supermercados, residências, mortes e daí por diante. O pavor causado pelo PCC em São Paulo foi uma pequena amostra do que poderá acontecer, mas de forma generalizada, nos grandes centros de todo mundo.

Lélis – Jornalista de Curitiba.

CONTRA OU A FAVOR, MANIFESTE-SE

O artigo acima representa a opinião do seu autor (Jornalista Lélis, do JB, Curitiba) e, apesar de interessantíssimo e bem fundamentado, não representa a opinião oficial da administração deste blog, que apresenta 2 ou 3 pontos de discordância, a serem esclarecidos nos comentários.

————————————————————————————

Technorati : , , , , , , , , , ,
Del.icio.us : , , , , , , , , , ,

Blogger PostBookmark/FavoritesDiggEmailFacebookGoogle GmailGoogle+LinkedInPrintFriendlyTwitterYahoo MaildiHITTShare

13 Comentários

  • babi disse:

    Uma boa pergunta no momento é a que segue: O que é Grande Tribulação? P. favor não confundir com a grande tributação (essa todo brasileiro sabe).

  • babi disse:

    Por que parou? Parou por quê? Findou-se a sabedoria?

  • Antídio S.P. Teixeira disse:

    Caro Babi:
    paramos porque entendemos que, pelo sentido do título, todos os leitores concluiriam que o significado de “tribulação” seria mais ou menos “um amplo desastre social”. O Aurélio define como “adversidade, contrariedade, aflição, amargura e tormento”; e é o que o artigo expõe.
    Que tenha um bom 2.010 é o que lhe desejo.

  • Cara Babi:

    Oartigo é de reflexão e a mim me pareceu que o título foi muito sugestivo e muito bem colocado, refletindo exatamente aquilo a que se propôs e que o que o Antídio tão bem explicou. E isso é o que irá acontecer à humanidade se os governantes do mundo não adotarem uma nova postura em relação ao meio ambiente e às suas políticas econômicas.

    Tentou-se traçar um paralelo com a tribulação bíblica para que as pessoas, principalmente os religiosos, melhor entendam as conseqüências dos desastres ecológicos que advirão.

    E a continuidade do debate não depende de nós e sim dos que aqui chegarem para debater. Como não mais vieram o assunto congelou. Mas não tenha dúvida: é bastante atual e precisa mesmo ser discutido. Traga mais pessoas para discutir!

    Abraços a todos!

  • babi disse:

    O tema “Grande Tribulação” tem fulcro nas Sagradas Escrituras, e, foi amplamente interpretada, elucidada, clarificada por Jesus Cristo. Segundo o próprio Senhor, diferentemente dos modernos profetas ocidentais, que visam mais o comércio com as coisas sagradas, até pelo fato de haver atualmente uma tremenda indústria que gira em torno de assuntos como: Fim do mundo, arrebatamento, grande tribulação, anticristo, etc. O prefalado Mestre deixou bem notório, público, patente, que ele não veio como um profeta de coisas futuras, não era ele um futurólogo, mas veio para cumprir tudo que fora dito no passado (Antigo Testamento) a seu respeito. Quem está aguardando uma Grande Tribulação, terá uma Grande decepção, quem está esperando o Fim do Mundo, vai finar antes de conhecer o próprio motivo de sua existência, quém está aguardando o anticristo, ainda não conseguiu ver milhões destes a cada dia.

  • MATEUS disse:

    o deus desse seculo segou o entendimento dos incredulos para que não lhes resplandessa a lus do evangelho,,,,vendo pela palavra de Deus vc é um insensato…….

  • AdimiratorxXx disse:

    Todas as opiniões convergem para um único ponto por mais que alguns discordem . Contudo , não sabemos se todos os comentários procedem de fontes confiáveis , até mesmo por que aprendemos isso(modos de agir diante de um problema:apresentando-o , esperando as divergências de opniões , e mostrando as soluções para ele .) . Se VOCÊ LEITOR não percebeu essa é a forma que a mídia utiliza-se para mostra os seus interesses , tanto para assuntos vindouros , tal como polêmicos (citado) .
    Diante disso tudo peço para que vocês vejam o lado subliminar (o objetivo com qual o assunto foi difundido) , certamente era para promover os três passos acima . Para quem não percebeu estamos vivendo sob influência de “nossos” senhores . pretendo não estender mais do que aqui procurem sobre Teoria da Conspiração , caverna de Sócrates e desvendando Matrix (google e youtube ) Forte abraço.

  • babi disse:

    Prezado Mateus, você já reparou que o apóstolo Pedro escreveu aos peregrinos dispersos nas regiões do Ponto, Galácia, Capadócia, província da Ásia e na Bitinia (e tudo isso no 1º século da era cristã) “Ora, está muito próximo o fim de todas as coisas; portanto, tende bom senso e vigiai em oração. (1ª Pe. 4:7)
    Leia, também, as palavras de João aos seus contemporâneos em sua primeira epístola “Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos; por onde conhecemos que é já a última hora. (1ªJoão 2:18).
    Como você pode ver são dois apóstolos afirmando as mesmas coisas, e, em ambas está inserida a tal grande tribulação. Seriam eles, também, insensatos?

  • Claudia m disse:

    É… gostei de ver! Tanto tempo que não passso por aqui e vocês ainda estão na discussão. Vocês são perseverantes. Parabéns!!
    Qualquer dia entro e comento. Até breve!

  • Fabiana disse:

    Agradeço o texto publicado, pois sou pós graduanda em gestão ambiental e com certeza foi de grande valor para mim, tanto o texto, quanto as discussões aqui apontadas. E realmente concordo com as muitas opiniões que antes o homem pensava que a natureza era imutável e poderia usá-la sem causar impactos ambientais…o q não é verdade na nossa realidade atual! O homem causa uma tamanha destruição e com certeza ainda é pensa no desenvolvimento economico, pois é bem mais viável, porém deveria pensar no seguinte pensamento…
    “Optar por crescer menos não significa abrir mão de progredir”
    Fabiana

  • Ivo S. G. Reis disse:

    Exatamente, Fabiana. Você enxergou o ponto principal: enquanto o homem não desvincular ou minimizar a participação dos fatores econômicos nas discussões dos problemas ambientais, a destruição da natureza vai continuar.

    Nos dias de hoje, já se fala em “Ecoeconomia”, uma economia mais humana, mais racional e consentânea com a preservação do meio ambiente. Não se pode abrir mão 100% de considerar os fatores econômicos quando se discute políticas públicas na área ecológica. Mas pode-se dar novos critérios de valoração e pesos. E é exatamente isto o que ainda encontra resistência entre os “donos do mundo”. Mas esses donos vão morrer. E que mundo vão deixar para as gerações futuras?

  • Missao Tanizaki disse:

    Na minha opinião o que o Colega Jornalista LELIS tem apresentado tem sentido geral CORRETO – o único ponto em que se EQUIVOCOU / FALHOU foi a DATA em que a Humanidade será EXTINTA.

    O EQUIVOCO / FALHA é NATURAL porque não dispomos de todas as VARIÁVEIS que atua no FENÔMENO CAÓTICO ou Efeito DOMINÓ, mas é certo que a tendência seja muito pior do que tem sido apresentado pela CIÊNCIA e outros com Interesses ESCUSOS.

    Hoje estabeleci um Gráfico para Melhor poder REAVALIAR esse FENÔMENO CAÓTICO ou Efeito DOMINÓ que fica a disposição de qualquer interessado pelo referido TEMA (basta pedir através de e-mail abaixo) – através do Gráfico tudo ficou mais CLARO que as PREVISÕES da CIÊNCIA continuará bem abaixo do que realmente irá ocorrer e por essa razão quando ocorrerá, também, posso afirmar que será muito antes do previsto pela CIÊNCIA.

    Aproveito a oportunidade para apresentar aos interessados pelo TEMA o que segue.

    Quando a situação chega, onde chegou, não se deve interessar se os CIENTISTAS estão CORRETOS ou ERRADOS e o mesmo se aplica aos Conhecimentos Milenares, pois ambos tem seus PRÓS & CONTRAS.

    O que, de FATO, deve passar a ser de INTERESSE da HUMANIDADE é conhecer o que há de BOM nas Duas CORRENTES e correr atrás para que possamos, de FATO, construir as SOLUÇÕES NECESSÁRIAS, através da Soma de Esforços de todos os Cidadãos do Planeta Terra.

    NOTA 01: o referido Gráfico fica a disposição de qualquer Cidadão Brasileiro.
    NOTA 02: “Quando Sonhamos SOZINHOS é só um SONHO, mas quando Sonhamos JUNTOS é o início de uma Nova Realidade” (D. Helder Câmara).
    NOTA 03: descobri que InFelizmente andei Sonhando SÓ e por isso NÃO haverá a Nova Realidade que D. Helder Câmara nos apontou acima – apresente as suas MANIFESTAÇÕES (Críticas, Sugestões, ETC.), utilizando o Endereço Eletrônico: missao.tanizaki@gmail.com, certo que muitos na Sociedade Brasileira, inclusive a Equipe BR do AGUAPÉ, te agradeçerão.apresente as suas MANIFESTAÇÕES (Críticas, Sugestões, ETC.), utilizando o Endereço Eletrônico: missao.tanizaki@gmail.com.

    Um Abraço Fraterno aos Interessados pelo AGUAPÉ,

    MISSAO TANIZAKI
    Servidor Público Federal
    Bacharel em Química
    missao.tanizaki@gmail.com
    Equipe BR do AGUAPÉ
    TUDO POR UM BRASIL & MUNDO MELHOR

  • Antídio S.P. Teixeira disse:

    Missao:
    sugiro que publique neste blog o seu gráfico para que fique ao alcance de todos os participantes.
    Forte abraço,

Deixe uma resposta