• Bem-vindo, visitante, ao primeiro blog da Rede DDD

    Este é o blog principal da Rede DDD, uma rede composta por 15 sites integrados, voltados para a discussão das grandes questões nacionais e de temas polêmicos, em diversas áreas do conhecimento humano. Se você não encontrar aqui o que procura, nós o ajudaremos a encontrar, redirecionando-o para o lugar certo. Antes, porém, veja se está mesmo no lugar certo:

    Se você não gosta de questionar; se acha que tudo já foi dito antes; se acha que protestos são perda de tempo e que não vale a pena se preocupar com a devastação da natureza e com os problemas futuros da humanidade porque, quando chegar a hora certa, alguém resolverá por nós; se costuma aceitar dogmas religiosos e imposições das igrejas sem discutir e se crê que se deva entregar as soluções nas mãos de "Deus" porque "Ele" tudo resolve; se acha que ter uma religião e segui-la é o bastante; se não tem espírito libertário; se não tem senso crítico, não aceita rever seus conceitos e não gosta de reflexões nem de pensar muito... Então, provavelmente, achará que está no lugar errado e não vai gostar muito de navegar por aqui.

    Se concorda, acertou o lugar! Siga conosco e acompanhe as matérias de nossos outros sites, abaixo:


    OUTROS SITES DA REDE DDD:


    Portal DDD Botequim Filosófico Virtual Blog DDD DDD Teccnologia Bau_do_Inexplicado Formou? Disseca e Publica! Rede Irreligiosos
    Mentiras Dominantes Observatório Político Brasileiro Temas Instigantes Vida Escaneada Videoblog do Insólito Brasil, Tomografia Política Café Filosófico Virtual


Desertificação

Um Conto Ecológico Preocupante

Contos

O conto é uma obra literária de curta extensão, dita "de ficção", mas que pode se basear em fatos reais ou fictícios ou em ambos. Melhor explicando: os personagens podem ser reais e os lugares fictícios ou vice-versa. Mas também, o que é mais comum, nada pode ser real, sendo tudo fruto da imaginação do autor. Por último, tudo pode ser verdadeiro (neste caso, o autor apenas relataria, com as suas palavras, como se deram […]Continuar lendo >>

Políticos, os Principais Vilões do Meio Ambiente

Políticos, os Principais Vilões do Meio Ambiente
Amazônia

Crítica ao Ministro da Agricultura Reinhold Stpehanes pela apresentaçao da sua proposta de reformulação do Código Florestal Brasileiro, considerada lesiva aos interesses nacionais.

Seca e desertificação na Amazônia… Gradual doença e savanização do bioma amazônico ? Isto é possível?

Seca e desertificação na Amazônia… Gradual doença e savanização do bioma amazônico ? Isto é possível?
Amazônia

(Republicação de artigo, para inserir tags e testar o feed de atualização do blog) Infelizmente, é possível sim. Secas e desertificação de imensas áreas na Amazônia Legal, já aconteceram. E poderão acontecer de novo. Quanto à morte do bioma amazônico, ainda não está agonizante, mas […]Continuar lendo >>

Internacionalização da Amazônia – Isto Vai Acontecer?

Internacionalização da Amazônia – Isto Vai Acontecer?
Amazônia

A propósito dos assuntos discutidos nas duas últimas matérias (“Aglutinação de Interesses Mundiais pela Amazônia” e ” Amazônia Ameaçada! E agora, o que Fazer? ), publico, a pedido, o interessante texto “AMAZÔNIA A UM PASSO DA INTERNACIONALIZAÇÃO, do escritor e colega do Recanto Das Letras, […]Continuar lendo >>

Amazônia Ameaçada! E Agora, o que Fazer?

Amazônia Ameaçada! E Agora, o que Fazer?
Amazônia

Quando a cobiça dos interesses internacionais volta os olhos para a Amazônia; quando a desertificação ameaça tomar conta de áreas já devastadas pela derrubada de árvores ou esgotamento do solo; quando usinas de álcool pleiteiam o direito de instalar-se na região; quando a floresta nativa […]Continuar lendo >>

DESERTIFICAÇÃO… Um fenômeno real comprovado, de efeitos mais rápidos do que os do aquecimento global

DESERTIFICAÇÃO… Um fenômeno real comprovado, de efeitos mais rápidos do que os do aquecimento global
Amazônia

Por que parou, parou por quê? Seria o caso de se fazer esse corinho, tão conhecido no Brasil, em relação ao tema desertificação, um assunto sério e da maior gravidade que, inexplicavelmente, parou de ser abordado pela mídia nos últimos seis anos. Acreditamos que isso […]Continuar lendo >>